22 de fevereiro de 2024
Mundo • atualizado em 21/02/2022 às 08:32

Von der Leyen: Rússia será cortada dos mercados financeiros se invadir a Ucrânia

(Foto: Divulgação).
(Foto: Divulgação).

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou neste domingo, 20, que, se a Rússia invadir a Ucrânia, o país liderado por Vladimir Putin seria “praticamente cortado dos mercados financeiros”.

“Se Vladimir Putin iniciar uma guerra, responderemos com a alavanca mais poderosa que temos: sanções econômicas e financeiras, porque a economia é o elo mais fraco da Rússia”, disse Von der Leyen, em entrevista à emissora alemã ADR, na noite deste domingo. “As sanções financeiras significariam que a Rússia seria praticamente cortada dos mercados financeiros internacionais”, destacou.

Mais cedo, o secretário de Estado americano, Antony Blinken, disse à CNN que a Rússia “tem uma boa ideia” sobre qual será o pacote de sanções previsto pelo G7 caso a Ucrânia seja invadida, mas que os detalhes não são divulgados agora porque “permitiria que eles se planejem”.

Von der Leyen, por sua vez, declarou: “As sanções econômicas afetariam todos os bens que a Rússia precisa urgentemente para modernizar e diversificar sua economia, mas que são produzidos por nós, onde temos domínio global e que a Rússia não pode substituir”. (Estdão Conteúdo).

Leia Também


Leia mais sobre: / Mundo