Viajar na baixa temporada tem preços 35% menores

ANÚNCIO

Passada a folia do carnaval, o mês de março dá as boas-vindas ao período de Baixa Temporada no calendário do turismo, o que significa redução de tarifas e economia ao bolso do consumidor, já que neste período, viajar pelo país pode custar, em média, 35% a menos do que se comparado com a Alta Temporada, de acordo com recente levantamento de preços da CVC, maior operadora de viagens das Américas.

LEIA TAMBÉM:

Gol impedida de cobrar marcação de assento para passageiro com necessidade especial

Pirenópolis entra na lista das melhores cidades para turismo no Brasil

Pirenópolis entra na lista das melhores cidades para turismo no Brasil

Ainda segundo a operadora, se no início do verão um pacote completo para Porto de Galinhas (PE), com aéreo, sete noites de hospedagens e passeios custava R$ 1.978, hoje a mesma viagem pode ser encontra por a partir de R$ 1.250, ou seja, uma redução de 36% no valor. Já um pacote de sete noites em  Fortaleza (FOR),com passagem aérea, hospedagens e passeios, teve ser valores reduzidos de R$ 2.148 para R$ 1.407, gerando uma economia de 33,5%.

Para o Diretor de Vendas da CVC, Emerson Belan, os preços mais acessíveis são explicados por conta das promoções das redes hoteleiras, que aproveitam o período de menor movimentação para atrair mais turistas e garantir suas ocupações durante o período. “Além de poupar dinheiro, para quem tem a disponibilidade, viajar na baixa temporada é uma ótima opção, pois, além dos preços mais baixos, os hotéis e atrações turísticas estão tranquilos e garantem ainda mais conforto ao cliente”, comenta Belan.

ANÚNCIO


Os preços mais amigáveis também podem ser encontrados nos destinos internacionais, como é o caso dos países da América do Sul e Caribe. Com saída em abril, um pacote de três noites em Buenos Aires (Argentina) sai por a partir de R$ 940 – já incluindo passagem aérea e hospedagem. Já para a região doCaribe, é possível encontrar viagens para Cancun, por exemplo, com valores a partir de R$ 2.999, já incluindo quatro noites de hospedagem com regime All Inclusive, passagens aéreas e traslado.

Algumas companhias aéreas, aproveitando o período da baixa temporada, também reduziram os preços dos bilhetes, como é o caso da Avianca Brasil. Para se ter uma ideia, uma passagem de ida e volta para Santiago (Chile) com saída de São Paulo custa hoje, em média, US$ 164, uma tarifa quase 32% menor do que se é aplicado nos períodos de alta temporada.

Dos quase 4 milhões de clientes que viajaram com a CVC ao longo do último ano, mais de 60% deste fluxo optaram por embarcar nos meses de março a junho e de agosto a novembro. Apesar de ser uma período maior, com 8 meses de duração contra 4 da alta, esse grande volume de embarques comprova que a baixa temporada tem um público fiel, acostumados a programas suas viagens para esse período.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

Qual a sua opinião sobre a notícia? Quer comunicar correções?