Torre do Relógio integra o patrimônio Art Dèco de Goiânia (foto reprodução ALEGO)
ANÚNCIO

A Torre do Relógio da Avenida Goiás, no Centro de Goiânia, será revitalizada pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), por meio da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag). A iniciativa será anunciada nesta terça-feira (20/8), às 9h, no Meu Escritório da Casag (Avenida Goiás esquina com Rua 1, Centro), em razão do pioneirismo da instituição em aderir ao projeto “Adote uma praça”, da Prefeitura de Goiânia.

As questões urbanísticas e a preservação do patrimônio histórico em Art déco da capital goiana são preocupações da OAB e da Casag desde a reforma do prédio na Rua 1, que hoje abriga o maior escritório compartilhado de uma seccional da OAB, entregue em 2017 à advocacia. 

A proximidade dos monumentos na Avenida Goiás com o edifício que abrigou a primeira sede da instituição e seu simbolismo para a advocacia motivaram a escolha pela Torre do Relógio, inaugurada em 1942, explica o presidente da Casag, Rodolfo Mota.

ANÚNCIO


“Esta é uma ação cívica que nós queremos encampar e nos envolver pela importância que o relógio tem para a Avenida Goiás. É uma forma de devolver esse monumento restaurado para usufruto de toda a sociedade goianiense e contribuir para a preservação da nossa história. Os entes públicos e as instituições representativas têm papel fundamental para o aprimoramento da cidadania e valorizar os símbolos da nossa história é uma demonstração dessa responsabilidade”, afirma. 

O lançamento do projeto Adote uma Praça da Prefeitura de Goiânia, com o anúncio da revitalização da Torre do Relógio, contará com a presença de representantes da OAB/CASAG, Prefeitura de Goiânia e Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação.

Patrimônio

O Adote uma Praça foi instituído pela lei municipal 10.346/2019, sancionada em maio de 2019 pelo prefeito Iris Rezende. Pretende viabilizar ações conjuntas de conservação de equipamentos municipais por meio de parceria entre a Administração Pública Municipal com a iniciativa privada, pessoas físicas ou jurídicas, sociedade civil organizada e demais entes públicos.

De acordo com a lei, o termo de cooperação assinado pelas entidades terá o prazo máximo de validade de três anos contados da data de sua assinatura, renovável por mais três anos.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO