José Virgílio, da UGOPOCI: Tentativa de acordo
ANÚNCIO

Na manhã de hoje, 18, os Sindicatos e Associações de Servidores Públicos se reúnem no Sindicato dos Delegados de Polícia, na Serrinha, para preparar uma nova proposta para o governo de Goiás sobre o pagamento de dezembro de 2018.

Ontem, em reunião na secretaria da Fazenda, o governo de Ronaldo Caiado propôs parcelamento em 6 meses a partir de março.

Segundo José Virgílio, presidente da União Goiana dos Policiais Civis, a proposta foi negada.

ANÚNCIO


Veja o parcelamento proposto:

Até R$3.500,00 líquido recebem em março;
De R$3.500,00 até R$4.800,00 em abril;
De R$4.800,00 até R$6.100,00 em maio;
De R$6.100,00 até R$8.800,00 em junho;
De R$8.800,00 até R$17.400,00 em julho;
Acima de R$17.400,00 em agosto.

Na educação, há risco de que os professores não compareçam, em protesto, para o início do ano letido. “Nós queremos começar o ano letivo (dia 21) só que o governo tem que dar as condições para o nosso pessoal trabalhar, caso contrário não tem como”, opinou Bia de Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Goiás (SINTEGO).

A reunião de ontem foi suspensa e terá continuidade na tarde desta sexta.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO