Secretário de saúde pede demissão em Aparecida de Goiânia

O médico Edgar Tollini entrou para uma audiência com o prefeito de Aparecida de Goiânia, na tarde de hoje(28), e de pronto disse que não tinha mais como segurar e pediu demissão do cargo de secretário de saúde do município.

Tollini disse que a decisão consolidava um aviso que deu ao prefeito ao final do ano passado.

Ele confirma que pretende desenvolver um projeto na área privada. De pronto, rechaçou qualquer insinuação de que estaria acordado para assumir a saúde da prefeitura de Goiânia.

ANÚNCIO


O nome que vai assumir a saúde de Aparecida ainda não foi confirmado. Restou a Gustavo agradecer e reconhecer a contribuição dada por Tollini.

Posicionamento

O ex-secretário de saúde sai afirmando que é um defensor do sistema de gestão de unidades da rede pública por Organizações Sociais. Ele considerou que a administração por este método tem condições de aplicar melhor os princípios da qualidade.

No Estado de Goiás, já é conhecida a gestão por OS’s no Hospital Geral de Goiânia, no CRER, no Hospital de Urgências (HUGO) e no HUGOL, entre outras. Aparecida está para inaugurar o seu hospital e Tollini defendia que ele fosse gerido por sistema semelhante.

No curso da campanha eleitoral, os candidatos a governador serão questionados sobre o assunto, incluindo o aliado de Daniel Vilela (MDB), Gustavo Mendanha. Como o prefeito poderia apoiar um sistema que seu candidato questiona na gestão estadual. Há um conflito político no meio de uma decisão administrativa.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO