Represa em Goianésia recebe força-tarefa para evitar rompimento


A força-tarefa montada pelo Governo de Goiás conseguiu estabilizar a represa em Goianésia que oferecia risco de rompimento nesta sexta-feira (07/02). Além da prefeitura e dos técnicos da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Corpo de Bombeiros, Batalhão Ambiental da Polícia Militar e Defesa Civil estiveram durante todo o dia no local para análises e acompanhamento da estrutura, que recebeu um alto volume de chuva entre quinta e esta sexta-feira.

Represa em Goianésia poderia sofrer rompimento se não fosse a força-tarefa (foto divulgação)

A represa, que fica no estabelecimento Pescados, no córrego Portal, no perímetro urbano de Goianésia, permanece isolada e as equipes da força-tarefa, em parceria com a Usina Jalles Machado, abriram um vertedouro para auxiliar no escoamento da água, uma vez que o extravasor estava em sua capacidade máxima, mas o volume de água superava o volume prudencial. 

_________________

RELACIONADAS:

Outras três represas da região estão sendo monitoradas pela força-tarefa. Nas barragens de Mariana e Negrinho Carrilho foi feita intervenção semelhante, com a abertura, por meio de retroescavadeira, de canais para o escoamento da água em excesso. A primeira fica nas proximidades de uma adutora da Saneago, que foi acionada para auxiliar nos trabalhos. Na represa de Palmeiras, de propriedade da prefeitura local, os técnicos realizaram a desobstrução do extravasor e o nível da água ja foi normalizado.

O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, órgão do Ministério do Desenvolvimento Regional, e a Agência Nacional de Águas foram notificados e atualizados da estabilização do barramento de Pescados e dos trabalhos nas outras três estruturas. 

ANÚNCIO


Com previsão de chuva em todo o Estado de Goiás durante o final de semana, a força-tarefa permanecerá de prontidão para monitorar os quatro barramentos em Goianésia. O Governo de Goiás emitiu um alerta para os proprietários de barragens para que realizem vistoria em suas estruturas e fiquem em estado de vigilância durante as chuvas

Comentários

comentarios

ANÚNCIO