ANÚNCIO

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), apresentou nesta segunda-feira (14/10), os resultados da Operação Setentrional Goiano, que desarticulou uma associação criminosa considerada a maior em roubo e furto de gado. Oito pessoas foram presas. “Infelizmente, à criminalidade chegou à zona rural. A circulação de dinheiro atraiu bandidos, mas estamos atentos e as forças policiais estão dando respostas rápidas contra este tipo de crime”, afirmou o secretário de Segurança Pública Rodney Miranda.

De acordo com as investigações, o grupo é responsável pelo roubo de pelo menos 500 cabeças de gado. A polícia começou a apurar a atuação da quadrilha após um furto em Uruaçu. Posteriormente, novas ocorrências foram registradas em Hidrolina, Itaguaru, Porangatu e São Luiz do Norte. O prejuízo causado às vítimas é de cerca de R$ 1 milhão.

Foi constatado que o grupo agia cm freqüência nas imediações da BR-153, o que favorecia o transporte do gado roubado e a fuga dos envolvidos. Os suspeitos também possuem uma propriedade rural em São Francisco de Goiás para guardar os animais. “Era um grupo extremamente organizado. Vários animais chegaram a ser vendidos em leilões. Outras pessoas forneciam aos suspeitos a Guia de Trânsito Animal (GTA) para dar uma sensação de legalidade”, explicou o delegado Pedromar Augusto de Souza.

ANÚNCIO


Foram detidos Ronaldo da Silva, Rertes Pinto Ribeiro, Francisco Cleuver da Silva, Sinomar Moreira dos Reis Júnior, Vítor Manoel da Silva, Welington de Sá Alves Teixeira, Renê Ferreira dos Santos e Eleosmar Almeida Rocha. Os policiais também conseguiram recuperar cerca de R$ 50 mil em cabeças de gado, além de um caminhão boiadeiro, uma caminhonete e um reboque.

Desde junho deste ano, a DERCR, realizou quatro operações contra quadrilhas especializadas em crimes em áreas rurais. No total, 19 pessoas foram presas e 19 mandados de busca e apreensão cumpridos. Além disso, foram recuperadas 222 cabeças de gado, avaliadas em R$ 500 mil. “Reforçamos o combate à criminalidade na zona rural. Estamos atentos e vamos apertar ainda mais o cerco contra quem tentar atuar de maneira criminosa”, destacou o delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares.

A atual gestão do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), reforçou o combate à criminalidade na zona rural. Desde janeiro, diversas ações têm sido realizadas neste sentido. Foram implantados o Centro Integrado de Comando e Controle Rural, de onde são coordenadas as ações de segurança no campo, e o Batalhão Rural da PM. Além disso, foram entregues 50 viaturas à Patrulha Rural Georreferenciada e outros investimentos em tecnologia. “É uma área que foi bastante negligenciada nos últimos anos, mas, por determinação do governador Ronaldo Caiado temos tratado como prioridade”, ressaltou o secretário Rodney Miranda. 

Comentários

comentarios

ANÚNCIO