policiais militares
Milhares de candidatos já fizeram inscrição no concurso para a Polícia Militar de goiás
ANÚNCIO

A ação judicial pede a anulação dos dois editais do concurso público publicados em setembro passado pelo governo de Goiás para a Polícia Militar (PMGO) e Corpo de Bombeiros. O promotor Fernando Krebs pede urgência no Judiciário para suspensão para os cargos de soldado de 3ª classe da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A Procuradoria do Estado de Goiás ainda não foi notificada da ação e ainda não tem conhecimento do inteiro teor do questionamento, mas já adiantou que vai sustentar a legalidade do processo que está em andamento.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério público, “o promotor sustenta que a criação da graduação de soldado de 3ª classe, instituída pela Lei Estadual nº 19.274/2016, é repleta de irregularidade, ilegalidade e inconstitucionalidade. A norma também definiu que o subsídio do cargo é no valor de R$ 1,5 mil”.

De acordo com Krebs, “é uma forma de o Estado de Goiás descumprir, de forma oblíqua, a decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 5163, além de ferir os princípios da proporcionalidade, da igualdade e da vedação do retrocesso social”.

ANÚNCIO


 

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

1 COMENTÁRIO

  1. Irregularidade e deixar os bandidos tomar conta do nosso estado como fazem com são Paulo e rio de Janeiro , tem pessoas que se arrisca a vida por esse estado a mais tempo do a vossa senhoria promotor e estão esperando novos policiais para poder se aposentar então invés de decidir pelos cidadoes que estão enteressados em defender essa cidade não vai lutar contra aqueles que estão tentando acabar com esse estado eu fico envergonhado com a vossa senhoria promotor um homem tão estruido fazendo isso

Qual a sua opinião sobre a notícia? Quer comunicar correções?