Vilmar Rocha e moradores de Goiânia na Serrinha
Vilmar Rocha e moradores de Goiânia na Serrinha
ANÚNCIO

A secretaria de cidades, infraestrutura e meio ambiente do Governo de Goiás (SECIMA) deu mais um passo para a implantação do Parque Estadual da Serrinha, no morro e bairro de mesmo nome. O secretário Vilmar Rocha coordenou uma audiência pública para apresentar e discutir com a população local os termos para a criação do parque. “O nosso objetivo foi de apresentar nossas ideias e também ouvir a população da região e os frequentadores do local”, explicou o titular da Secima.

A audiência, realizada no alto do Morro da Serrinha, contou com a presença de moradores, vereadores, ambientalistas, deputados estaduais e empresários. Mais de 25 pessoas se inscreveram para falar e dar suas sugestões aos técnicos da Secima. As principais reivindicações são por mais segurança, limpeza e iluminação do local. “Ouvimos e anotamos tudo e, com certeza, essas questões fazem parte do nosso projeto”, garantiu Vilmar Rocha.

A implantação do parque estadual na área permanente do Morro da Serrinha tem por finalidade a proteção e recuperação das áreas de interesse ambiental sob domínio do Estado de Goiás. A requalificação do Morro da Serrinha pretende recuperar e incrementar a preservação do Cerrado no local, mas também criar um espaço de lazer, com pistas de caminhada, trilhas, mirantes, iluminação adequada e locais de alimentação.

ANÚNCIO


Um dos pontos mais altos da capital, o morro da Serrinha é uma área do governo estadual e conta com 108 mil metros quadrados e 819 metros de altitude. No entanto, está completamente abandonado, degradado, com erosões, invasões e empresas que se instalaram no local. Com a implantação do parque o local ganhará com pista de caminhada, iluminação, trilhas e a preservação e conservação da flora. O morro abriga dezenas de espécies de árvores nativas do Cerrado.

“É um espaço importante para o meio ambiente da capital, no coração da cidade, com uma riqueza e beleza únicas numa cidade praticamente plana. Temos de garantir essa revitalização e o uso do espaço por toda a comunidade”, afirmou Vilmar Rocha.

Implantação

A partir dos resultados da audiência pública, a Secima irá agora trabalhar na contratação de uma empresa para elaboração do projeto, que levará em conta todas as sugestões e reivindicações dos cidadãos, e a realização da obra. “Para a implantação do parque, iremos negociar com essas cerca de 15 famílias que moram no local e também com as empresas que estão instaladas aqui, inclusive a Saneago, que tem um reservatório”, disse Vilmar Rocha.

“Não queremos fazer algo de forma autoritária. Vamos dialogar com todos e encontrar as soluções. No caso das empresas, a ideia é estipular um aluguel que irá ajudar na própria manutenção do parque”, completou.

Outra tradição do morro também será respeitada, segundo o secretário Vilmar Rocha. É que o morro da Serrinha recebe, diariamente, diversas pessoas que usam o local para rezar e orar. “Essa é uma tradição daqui. Vamos respeitar isso. Queremos construir um espaço ecumênico para que isso continue sendo feito”, destacou.

Para o secretário, o mais importante é avançar na implantação do parque. “Já caminhamos muito e vamos avançar para entregar à população de Goiânia mais um lugar de conservação ambiental, de contemplação, de lazer e também de turismo, já que este é um dos pontos mais altos da cidade”. A reunião aconteceu na quarta, 7. 

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

Comente!

Comente, aquí!
Qual o seu nome?