25 de fevereiro de 2024
Destaques • atualizado em 01/02/2021 às 11:32

Prefeito de Goiânia pode estender decreto para bares e similares fecharem à meia-noite

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), disse que cogita estender o horário de funcionamento de bares, restaurantes e similares até à meia-noite. De acordo com o chefe do Executivo goianiense, houve uma reunião com as categorias e foi colocado à luz essa possibilidade.

“Na sexta-feira (30/1) eu tive uma reunião, que me foi solicitado pelos representantes de distribuidoras, bares e restaurantes, e me comprometi com eles que neste final de semana eles cumprissem esse decreto, mas que nesta segunda-feira (1) eu estaria em reunião com o secretário de Saúde juntamente com o pessoal do COI para discutirmos e alinharmos tudo isso para que se houver possibilidade aumentar o horário de bares e restaurantes até a 0h”, destacou o prefeito em entrevista à Rádio Bandeirantes, na manhã desta segunda-feira (1/2).

Na quinta-feira (28/1), seguindo o mote do decreto do governador Ronaldo Caiado, a prefeitura de Goiânia publicou o seu decreto que proibia o funcionamento de bares e similares após as 23h, portanto esses estabelecimentos deviam fechar neste horário. A decisão, segundo o prefeito, era devido à dificuldade que os agentes responsáveis pela fiscalização do decreto teriam se fosse apenas para averiguar se era vendida bebida alcoólica. Ou seja, com o local fechado cria-se essa facilitação e dinâmica na fiscalização. No mesmo decreto, distribuidoras de bebidas e lojas de conveniências devem fechar às 20h.

Com esta sinalização de Rogério Cruz, aumentaria também o período de funcionamento das distribuidoras e lojas de conveniência (atualmente até às 20h) para as 23h.

Leia Também

Ainda de acordo com Rogério Cruz, houve várias observações de comerciantes que alegavam que precisavam iniciar o fechamento das contas dos clientes às 22h para não infligir a lei e ultrapassar o horário de fechamento dos comércios, portanto o prefeito optou por se reunir com sua equipe ainda nesta segunda-feira e tomar uma decisão a propósito desse pedido.



Leia mais sobre: Destaques / Política