21 de fevereiro de 2024
Destaques • atualizado em 09/02/2021 às 10:31

Pesquisa XP/Ipespe: cresce avaliação negativa de Bolsonaro entre os mais pobres

42% dos brasileiros rejeitam o governo Bolsonaro. Foto: divulgação/redes sociais.
42% dos brasileiros rejeitam o governo Bolsonaro. Foto: divulgação/redes sociais.

Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta segunda-feira (8/2) mostra que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vem perdendo apoio dos brasileiros. A reprovação a seu governo saltou de 40%, em janeiro, para 42% em fevereiro deste ano. A rejeição a Bolsonaro também cresceu muito entre os mais pobres — aqueles que ganham até dois salários mínimos.

Para alguns especialistas, o fim do Auxílio Emergencial do governo federal tem corroborado para esta decrescente na popularidade do presidente. Em relação à última pesquisa, as pessoas que ganham até dois salários mínimos saíram de 39% para 45% de rejeição ao governo. As regiões mais pobres, segundo a pesquisa, puxaram esses números negativos ao governo — Norte-Centro-Oeste (32% para 40%) e Nordeste subiu de 43% para 48%.

Em 2020, por exemplo, o presidente Jair Bolsonaro fez várias viagens ao Nordeste com o objetivo de se aproximar mais da região conhecida como reduto petista e que deu quase 70% dos votos válidos ao petista Fernando Haddad, nas eleições de 2018. Outra surpresa foi o crescimento da rejeição a Bolsonaro no Centro-Oeste, região à qual ele teve maior votação em relação à candidatura de Haddad.

Os que acreditam no governo federal e o apoia também (considerando bom ou ótimo) teve uma caída — de 32% para 30%. Segundo a pesquisa, esta é a quarta série histórica seguida de queda da aprovação do governo.

Leia Também

Pesquisa na íntegra leia aqui.


Leia mais sobre: / / / Destaques / Política