Pesquisa Ibope aponta expectativa positiva para governo de Bolsonaro

ANÚNCIO

Expectativa sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro é positiva segundo a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria e realizada pelo IBOPE.  Para 64% dos entrevistador, a expectativa é ótima. 18% disseram que é regular. Os números indicam que, desde a eleição, o futuro presidente conquistou apoios para sua gestão.

Apenas 14% disseram que tem uma expectativa ruim ou péssima para a futura administração. Os homens (69%) estão mais otimistas que as mulheres (61%). Os brasileiros com renda familiar acima de cinco salários mínimos (72%) estão mais otimistas que os com renda familiar de até um salário mínimo (58%).

VEJA  A ÍNTEGRA DA PESQUISA, AQUÍ.

ANÚNCIO


Os números mostram que, quanto maior a renda familiar, maior o percentual dos que acreditam que o presidente eleito está no caminho certo. O índice é de 70% entre aqueles com renda familiar de até um salário mínimo e chega a 82% entre os que têm renda familiar superior a cinco salários mínimos.

Prioridades

Para 41% e 40% dos entrevistados, respectivamente, melhorar os serviços de saúde e promover geração de empregos devem ser as prioridades do governo para 2019. Em seguida, aparecem combater a corrupção e combater a violência e a criminalidade, ambos com 36%, e melhorar a qualidade da educação, apontada por 33%.

Melhorias

O levantamento mostra que dois em cada três brasileiros acreditam que a situação econômica do país vai melhorar em 2019, enquanto parcela similar espera que a própria vida vai melhorar ou melhorar muito no próximo ano.

Cerca de quatro em cada dez brasileiros (43%) acreditam que a segurança pública está entre os principais problemas que vão melhorar no primeiro ano de governo do presidente eleito. Em seguida, aparecem a corrupção (37%) e o desemprego (36%).

Equipe de governo

A pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros ouvidos aprova as indicações para compor a equipe de Bolsonaro, bem como as medidas que vêm sendo anunciadas pela equipe.

Entre os entrevistados, 80% se dizem pelo menos um pouco informados sobre as indicações do presidente eleito para os cargos de primeiro escalão do governo – ministros e colaboradores da equipe de transição. Desses, 55% consideram as indicações adequadas ou muito adequadas.

Pouco mais de oito em cada dez se dizem informados, em alguma profundidade, sobre as propostas já anunciadas pelo presidente eleito. Entre eles, 75% afirmam aprovar de forma geral as propostas. O percentual de aprovação cresce de acordo com o grau de informação que o entrevistado diz ter sobre o novo governo.

A pesquisa foi feita entre 29 de novembro e 2 de dezembro e ouviu 2 mil eleitores de 127 municípios. A margem de erro máxima estimada é de 2 pontos percentuais, e o nível de confiança é de 95%.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO