ANÚNCIO

O deputado estadual Amaury Ribeiro está de saída do PRP. E nesse “adeus”, não carrega consigo nenhuma polêmica, já que vem acumulando algumas ao longo dos primeiros meses de mandato. Teve parlamentar que questionou o uso do tradicional chapéu que sempre carrega consigo sobre a cabeça, foto polêmica de sua esposa sentada em seu colo em plena Assembléia Legislativa – informação que inclusive, foi elucidada por Altair Tavares. Caçou briga com as mulheres na Assembleia ao dizer que mulheres eram contratadas por critério de beleza, para ficarem à disposição dos parlamentares. Foi alvo da ira das deputadas Adriana Accorsi (PT) e Leda Borges, do PSDB que convocaram protestos, que não intimidaram o deputado. “Se a carapuça serviu, veste ela”, disse à época, insistindo que não se retrataria. Longe de alguma polêmica, o deputado está sendo obrigado a trocar o PRP pelo Patriotas. “Não muda nada, continuo tendo a mesma independência”, declara.


Em seu novo Partido, Ribeiro destaca que continuará de forma autônoma independente das decisões partidárias. “O PRP sempre me deu autonomia para eu seguir o caminho que eu quiser. Mesmo o presidente do PRP [Jorcelino Braga] não tendo apoiado o governador Ronaldo Caiado (DEM) eu tive a liberdade para ir aonde eu quisesse: eu apoiei o governador Ronaldo Caiado”, esclarece. Na fusão das siglas, Jorcelino Braga continuará na presidência do Patriotas e que apesar do novo partido também não pertencer a base do governo, Amauri continuará apoiando o governador democrata Ronaldo Caiado. “Eu defendo porque eu acredito, a partir do momento que eu não mais acreditar, pode ter certeza que eu não mais defenderei. Mas eu realmente acredito neste governo”, disse reiterando o apoio.

Balanço do Governo Caiado

Amauri enxerga dificuldades nesse início de governo. Mas não esconde de que também está esperançoso para o futuro da gestão. Argumenta que, sem caixa fica complicado desenvolver os serviços. “É difícil você resolver qualquer situação sem dinheiro. Infelizmente, tudo depende do dinheiro: a saúde, a educação para se resolver. E muito do dinheiro que tá entrando, que o governo conseguiu na arrecadação tá indo pra pagar conta que não foi paga pelo governo passado.” Apesar da situação não ser das melhores, o deputado patriota vê boas qualidades em Caiado:  “A situação é preocupante, claro. Mas eu acredito que o governador tem uma das maiores qualidades que é necessária a um político que é a honestidade”

ANÚNCIO



Como melhorar as condições do Estado, já que as coisas não caminham bem? O deputado espera que o plano de Recuperação Fiscal, aprovado em segundo turno às vésperas do recesso na Alego possa dar fôlego para que o governo possa ter um pouco de tranquilidade e tocar o trabalho: “O Governo terá seis meses pra poder respirar, sem estar pagando os bancos e podendo estar contraindo algum empréstimo do Governo Federal. Então são seis meses para o governo vai ter pra tentar juntar dinheiro, colocar a casa em ordem, terminar de pagar a folha de dezembro”. Por fim, destaca acreditar que o governo ainda possa surpreender: “Eu acho que, nós ainda vamos nos surpreender muito com o governo Ronaldo Caiado”, conclui.


Candidato a Prefeito? Caldas Novas? Trindade?

Amauri Ribeiro tem história em Piracanjuba. Por lá ganhou as duas eleições que disputou: em 2008 consolidou sua candidatura a vereador e ocupou uma cadeira até 2012, quando preferiu disputar o cargo de prefeito. Com popularidade alta, também foi eleito. Ao mesmo tempo que possui uma polêmica imagem, é tido como parlamentar que “coloca marcha” no trabalho. Tanto que não parou de trabalhar no recesso de meio de ano da Assembleia Legislativa. Talvez por isso e pelo fato de ter tido votação expressiva em 219 cidades fazem com que seu nome seja ventilado e especulações em torno de uma possível candidatura à alguma prefeitura do interior apareça. A vizinha Caldas Novas é uma delas. Ao negar, ele revela que grupos políticos de outras cidades também tentam cooptá-lo. 

“Não é só Caldas que meu nome tá cogitado. Eu sou natural também de Trindade e existe um boato da Prefeitura de Trindade até porque eu tenho uma boa aproximação do atual prefeito que é o Jânio Darrot que eu conheço já há muitos anos, então, eu tenho ajudado da forma que posso. Mas eu não tenho essa intenção de abandonar o Legislativo para ser prefeito de Caldas ou Trindade, ou voltar a ser prefeito em Piracanjuba.”, destaca. Ao consultar pessoas próximas a Jânio, a resposta é categórica: “Não procede” que Ribeiro tenha alguma abertura para a candidatura à prefeitura por meio do grupo do atual prefeito.


Seja como for, Ribeiro garante que não irá abandonar o eleitor que confiou em seu trabalho na Assembléia Legislativa “Eu fui eleito por voto em 219 cidades, sem gastar dinheiro, porque as pessoas que votaram em mim queriam um deputado com o meu perfil: que briga,que fala o que tem pra falar, que não tem muito tato na língua, que não fala palavra bonita, as vezes fala até algum palavrão, mas fala o que precisa ser falado. Eu não posso decepcionar essas pessoas e ser tido como um político que abandona um mandato no meio do caminho e fica pulando pra lá e pra cá. Eu não posso fazer isso com quem acreditou e confiou em mim.”

Fim do recesso

Em seu primeiro mandato na Assembleia, Ribeiro se revolta com o recesso parlamentar no meio do ano. Para ele, isso tem que acabar. “Estou dando expediente quase todos os dias mesmo nesse recesso. Hoje mesmo, estive na Assembleia e vi outros companheiros. Fico feliz com isso”, disse destacando o colega delegado Humberto Teófilo, do PSL. Controverso, Ribeiro destaca que a população está cansada da antiga forma de “fazer política”. “Eu fui eleito sem dinheiro e sem estrutura alguma”. Mas acredita que seu perfil representa o povo e que a população está cansada. “As pessoas querem políticos com perfil diferente, aquele politicamente correto de antigamente está ficando para trás. Quem não se aliar com esse novo perfil, de pessoas que querem políticos que os representem. A renovação aconteceu nas eleições 2018? Amauri acredita que sim, e se os outros políticos não perceberem esta mudança, mais alterações irão acontecer em 2022. “Mudou 50% na Assembleia agora, se brincar na próxima eleição muda os outros 50%. As pessoas estão buscando perfil novo”, destaca.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO