24 de fevereiro de 2024
Destaques • atualizado em 14/02/2022 às 17:31

Parte do toboágua que vitimou uma criança em Caldas Novas, estava desmontado, diz perícia

(Foto: Reprodução/Polícia Técnico-Científica)
(Foto: Reprodução/Polícia Técnico-Científica)

A Polícia Técnico-Científica realizou uma primeira análise no toboágua de um parque aquático de Caldas Novas onde uma criança de 8 anos morreu na tarde deste domigo (13) ao cair de uma altura de aproximadamente 15 metros. De acordo com a perícia, parte do brinquedo estava desmontado e não seguia até a piscina. Ainda conforme a análise, durante a queda, a criança bateu em madeiras e estruturas de metal.

No momento da queda, a vítima Davi Lucas de Miranda, de 8 anos, foi socorrido primeiramente pelos salva-vidas do clube até a chegada do Corpo de Bombeiros,e em seguida foi levado ao hospial, mas não resistiu.

Na manhã desta segunnda-feira (14), o Grupo Di Roma informou, por meio de nota, que a área estava completamente fechada por tapumes e que o espaço, bem como todo complexo, é vistoriado com rigor pelo Corpo de Bombeiros e possui todos os alvarás e licenças emitidos pelas autoridades competentes.

Portanto, conforme reportagem do Portal G1 Goiás desta segunda-feira,  a chefe da Polícia Científica de Caldas Novas, Kathia Mendes Magalhães, disse que os peritos só encontraram no local uma fita zebrada e nenhuma barreria que impedisse a entrada no brinquedo.

Leia Também

Até o fechamento desta matéria, nossa reportagem solicitou um posicionamento do Grupo Di Roma sobre a primeira análise feita, de acordo com a assessoria do grupo, o clube irá se manifestar após toda investigação completa.

Leia também:


Leia mais sobre: / Destaques / Cidades