No mercado da Rua 44, empresas entram no clima das festas juninas

ANÚNCIO

Com a realização das várias festas agropecuárias que ocorrem em Goiás, entre os meses de abril e maio e depois em virtude dos festejos juninos, aumenta na Região da 44 em Goiânia, maior polo de confecção e moda do Centro-Oeste e segundo do Brasil, a procura de peças e acessórios para a moda country.

ANÚNCIO


“Esse é um estilo que de certa forma faz parte da cultura goiana, principal no interior. Mas entre os meses de abril e maio, quando ocorrem grandes festas e feiras agropecuárias no Estado, como a Tecnoshow em Rio Verde, o Aparecida Show, agora com Pecuária de Goiânia e até festa de Trindade que se aproxima, a procura por peças da moda country bastante, tanto no atacado como no varejo”, afirma Jairo Gomes, presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44).

Trabalhando com moda country há dois anos na Região da 44, o empresário e lojista Daniel Praxedes e dono da marca Country City, confirma que a realização das festas agropecuárias pelo interior e agora a Pecuária de Goiânia influência numa procura maior por peças e itens como a calça jeans retas, as camisas xadrez, os chapéus estilo cowboy, botas de couro e os cintos com fivelas grandes ornamentadas. 

“Quando tem essas festas, como a Pecuária de Goiânia, quem frequenta e gosta desse estilo sempre quer usar uma roupa nova”, explica Daniel, que estima um aumento de 20% na movimentação de sua lojas entre os meses de abril e junho.

O lojista confirma também que, além das festas agropecuárias que ocorrem  pelo Estado, outro fator que impulsiona uma procura maior pelo estilo country, é o período de festejos juninos, que começa no mês que vem. “Muita gente, tanto homens quanto mulheres, gosta de se produzir a caráter para essa época e o estilo country é o mais procurado para esse tempo de quadrilhas juninas”, diz.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

Comments are closed.