“Não temos nenhum interesse de vender”, diz presidente da Enel ao contrariar Caiado


Nas duas últimas semanas, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado insistiu para que a empresa Enel Distribuição seja vendida a outra distribuidora. E, foi ao Ministério das Minas e Energia pedir nova ação contra a empresa de energia. A intenção do governador, no entanto, não encontra eco na gestão da concessionária de energia.

“Não temos nenhum interesse de vender a empresa. Reafirmamos o compromisso de manter todo o esforço e foco em melhorar o serviço do ponto de vista de demanda, como flexibilização da operação e qualidade”, disse José Luis Salas, presidente da Enel Goiás, em entrevista ao jornal O Popular deste sábado, 24. 

_________________

RELACIONADAS:

Ao repetir os relatórios fornecidos anteriormente pela empresa, o presidente afirma que foram cumpridos os compromissos feitos com o governo de Goiás, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e o Ministério das Minas e Energia.

O presidente da Enel deixou claro, na entrevista que tenta evitar o conflito com o governo de Ronaldo Caiado. “Não temos interesse em brigar com autoridade do Estado”, disse ele.

ANÚNCIO


No entanto, José Luis Salas pode esperar que o governo goiano não vai desistir das insistentes críticas contra o serviço prestado pela empresa. Caiado já deu vários sinais de que não cessará o tom duro no discurso contra a empresa.

“Há um sentimento que a Enel não tem respeito, nem investe no Estado, torna-se impraticável a continuidade de vocês em Goiás”, disse Caiado, após reunião com diretores da empresa em 14 de janeiro passado.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO