25 de fevereiro de 2024
GESTÃO TEMPORÁRIA • atualizado em 05/12/2023 às 12:08

Maysa Cunha assume prefeitura de Iporá sob clima de tensão

Ela substitui o prefeito eleito Naçoitan Leite (sem partido), que está preso há doze dias por atirar contra a ex-mulher o namorado dela, entre outras acusações
Maysa Cunha, prefeita interina de Iporá (Foto: Divulgação)
Maysa Cunha, prefeita interina de Iporá (Foto: Divulgação)

A vice-prefeita Maysa Cunha (PP) tomou posse e vai chefiar o executivo de Iporá na tarde desta segunda-feira (04/12) em uma cerimônia fechada na Câmara dos Vereadores de Iporá. A cerimônia discreta foi marcada pelo risco à segurança dos parlamentares, de acordo com apurado pelo portal.

Ela substitui o prefeito eleito Naçoitan Leite (sem partido), que está preso há doze dias por atirar contra a ex-mulher o namorado dela, entre outras acusações. Iporá ficou 17 dias sem prefeito respondendo pela gestão pública. Naçoitan fugiu no dia 18 de novembro após disparar mais de 15 vezes na residência da ex. Ele se entregou no dia 23 quando era considerado foragido e procurado pela polícia.

Em vídeo enviado pela assessoria, Maysa afirma à população da cidade que foi convidada pela Câmara para tomar posse. Ela exibiu a chave da prefeitura e agradeceu pelo apoio recebido. “Agradeço cada um que esteve na torcida para que nossa Iporá continue desenvolvendo dentro dos princípios da legalidade e da eficiência”, declarou.

Resistência da Câmara

Leia Também

Com o prefeito preso, os despachos de impacto que ele fez, inusitadamente de dentro do presídio local, só aumentaram a polêmica em torno do contexto. Em um deles Naçoitan diminuiu por decreto a jornada do funcionalismo público municipal. Em outro nomeou um secretário para atuar como seu substituto, quando esse papel, juridicamente, compete ao cargo de vice-prefeito.


Leia mais sobre: Política