Iris Rezende, prefeito de Goiânia (foto Jackson Rodrigues)
Iris Rezende, prefeito de Goiânia (foto Jackson Rodrigues)
ANÚNCIO

O prefeito Iris Rezende inaugura, nesta segunda-feira, (12/08), às 09h, a escola municipal em tempo integral Professora Lousinha, localizada no Residencial Itamaracá, a maior unidade de ensino de Goiânia. A instituição tem capacidade para atender 250 crianças e possibilita zerar a fila de espera da faixa etária de três anos na região Norte da capital.

 

Construída nos moldes de escola padrão do Século XXI, a instituição conta com 14 salas de aula, sala para administração, biblioteca, quadra poliesportiva, além de laboratórios de ciências e informática.

ANÚNCIO


A unidade é fruto de esforços constantes do prefeito Iris Rezende por educação de qualidade. A partir da inauguração, foram feitas adequações da rede junto a outras unidades próximas.

 

 A unidade foi construída pela secretaria municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) por meio do contrato de empréstimo gerido pela unidade executora do Puama, firmado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

 

A educação em tempo integral tem como objetivo ampliar e potencializar a formação preconizada na concepção pedagógica da rede. O atendimento prestado pela unidade vai de encontro à proposta da administração municipal de aumentar gradativamente a capacidade da rede de ensino na modalidade.

 

A obra

A execução das obras de implantação da escola foi iniciada em 2013. Entretanto, em razão de problemas de ordem financeira por parte da empreiteira, foi paralisada, o que ocasionou atraso na conclusão. Com o vencimento do contrato junto a essa empresa, em 2018 foi realizado um novo processo licitatório para execução das obras remanescentes.

O valor inicial previsto era de R$ 3.349.718,50, sendo que foram pagos R$ 2.955.973,59 à primeira empresa e o contrato para conclusão da escola está previsto em R$ 379.791,58, totalizando R$ 3.335.765,17 para a execução integral.

 

Zerar déficit

O prefeito Iris Rezende anunciou recentemente que pretende zerar o déficit de vagas na educação infantil, um dos maiores desafios de sua gestão. Além da construção de escolas em tempo integral e Cmeis, ele cita o uso de alternativas inovadoras, como as salas modulares.

 

“Hoje, as unidades educacionais são muito importantes porque atendem as mães que trabalham fora de casa e não têm onde deixar os filhos”, destaca Iris. Ele salienta a importância de se ter uma alternativa “rápida, eficaz e desburocratizada” para não deixar nenhuma criança fora das instituições educacionais.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO