29 de fevereiro de 2024
Brasil • atualizado em 12/02/2021 às 19:44

Governo Federal pretende incluir Brasil em testes de medicamento israelense contra a Covid-19

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou em suas redes sociais, que conversou com o Primeiro-Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, para tratar sobre a participação do Brasil na terceira fase de testes do spray EXO-CD24.

De acordo com a publicação, o medicamento, israelense, “vem obtendo grande sucesso no tratamento da Covid-19 em casos graves”. O spray EXO-CD24 é um medicamento, que está sendo desenvolvido pelo Centro Médico Ichilov de Tel Aviv. 

 Conforme matéria publicada pela Agência Brasil, com dados do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), os testes da Fase 1 com o medicamento já foram concluídos, de acordo com relatório disponibilizado na última segunda-feira (8).

Leia Também

O documento afirma, ainda, que “o medicamento combate a tempestade de citocinas, que se acredita ser responsável por muitas das mortes associadas à doença”, e explica que “ele usa exossomos – pequenos sacos transportadores que transportam materiais entre as células – para entregar uma proteína chamada CD24 aos pulmões, que o grupo de estudo está pesquisando há décadas. Esta proteína ajuda a acalmar o sistema imunológico e conter a tempestade”.

O medicamento, de acordo com o instituto, é inalado uma vez ao dia, por cinco dias, durante alguns minutos, com direcionamento direto aos pulmões. O texto afirma também que não há, até o momento, vacina ou tratamento farmacológico aprovado para covid-19, mas sim vacinas aprovadas que ainda vêm sendo estudadas, aprovadas apenas para uso emergencial.

Os estudos de medicamentos, no entanto, também são divididos em várias etapas e precisam de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para serem utilizados no Brasil. Na Fase 3 de testes clínicos, o spray EXO-CD24 ainda não está presente na lista dos ensaios clínicos autorizados pela Anvisa.


Leia mais sobre: / / / / Brasil