22 de fevereiro de 2024
Destaques • atualizado em 09/02/2021 às 08:59

Goiás bate recorde de aberturas de empresas em janeiro

O estado de Goiás conseguiu superar o delicado momento que o país passa devido à pandemia da covid-19 e teve recorde, em janeiro, no número de empresas constituídas nos últimos cinco anos. Segundo dados da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg), divulgados na quinta-feira (04/02), 2.774 novas empresas em solo goiano no primeiro mês do ano foram criadas. Para comparação com anos anteriores, foram 2.051 em 2020; 1.852, em 2019; 1.592, em 2018; e 1.619 em 2017.

Ainda segundo a Juceg, foi em setembro de 2020 o último recorde de geração de empresas no estado, 2.618. Quando se faz o levantamento em relação ao período de janeiro a dezembro de 2020, conclui que é o maior da série desde 2017, chegando a 26.116 novas aberturas. Em 2019 foram 23.552; 20.547, em 2018 e 20.060, em 2017. Os números podem ser ainda mais positivos à economia do estado porque esses dados da Juceg não incluem os microempreendedores individuais (MEIs).

Em suas falas o governador Ronaldo Caiado enfatiza que entregará Goiás entre os quatro maiores estados do país no que se refere à situação fiscal. Caiado falou que seu objetivo é criar empregos para a população.

“Nosso objetivo é cada vez mais preparar as pessoas para o trabalho e abrir oportunidades para o emprego”.

Leia Também

“No mês de janeiro de 2021 tivemos mais um novo e grande recorde para o nosso Estado. Este é outro bom sinal, que demonstra a gradual recuperação de Goiás após o pior período da economia do Brasil e do mundo diante da pandemia da Covid-19”, afirma.

Secretário de Indústria, Comércio e Serviços, José Vitti, acrescenta que o Governo de Goiás acertou quando investiu em ações para desburocratizar a Juceg.

“Os números de 2020 e agora de 2021 mostram que estamos no caminho certo. Este ano vamos trabalhar para superar. Aliás, superação é a palavra de ordem”, destacou Vitti.

Outra notícia animadora para a economia de Goiás, de acordo com o boletim do Mapa das Empresas, do 3º quadrimestre de 2020, divulgado na última terça-feira (02/02), foi que o estado se destaca como a unidade da Federação mais rápida para abrir empresas, com o tempo de 1 dia e 2 horas, ficando, portanto, na dianteira deste ranking.


Leia mais sobre: / / / / Destaques / Economia