Goiânia abre 120 vagas em salas modulares na região sul

ANÚNCIO

Mais 120 vagas para crianças em unidades de ensino da capital.  O prefeito Iris Rezende entrega, na manhã desta segunda-feira (27/05), seis salas modulares em Centros Municipais de Educação Infantil. Desta vez, são contemplados os Cmeis Atheneu Dom Bosco e Jardim Mariliza, ambos localizados na região Sul da capital. A iniciativa é da Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME).

ANÚNCIO


A solenidade ocorre às 09h, no Cmei Atheneu Dom Bosco, com presença do prefeito Iris Rezende, secretário municipal de Educação, Marcelo Costa, e demais autoridades. Iris destaca que aproveita a evolução tecnológica na construção civil. “Por meio de módulos, em poucos dias construímos salas de aula”, informa. Semanalmente, são inauguradas novas estruturas em cada região. “O Cmei atende essa demanda de mães que precisam trabalhar ao mesmo tempo em que proporciona segurança, com professoras preparadas e servidores dedicados”, ressalta o prefeito.

Atualmente, o Cmei Atheneu Dom Bosco atende 126 crianças de seis meses a 4 anos e 11 meses, em tempo integral. Com a inauguração de quatro módulos, a unidade amplia o atendimento para 206 crianças. O Cmei Jardim Mariliza, por sua vez, recebe 85 alunos de 2 a 4 anos e 11 meses. Mediante a inauguração de duas salas modulares, a comunidade escolar consegue atender a 125 crianças, também em tempo integral. Durante o tempo em que estão no Cmei, os alunos recebem alimentação orientada por nutricionistas, além de participar de atividades lúdico-pedagógicas.

Iris ressalta que os Centros Municipais de Educação Infantil são fundamentais para atender ao novo perfil da sociedade, com as mulheres cada vez mais a conquistar espaços no mercado de trabalho. “Eu me apaixonei por esse programa”, diz. “Quando assumi a prefeitura, em 2005, eram 4 mil vagas em Cmeis. Seis anos depois, já eram 12 mil”, lembra.

De acordo com o secretário Marcelo Costa, as salas modulares são uma alternativa de construção que dura, no máximo 20 dias, ao invés de se esperar até dois anos para uma edificação de alvenaria. Os módulos são feitos de aço altamente resistente, revestidos de painéis isotérmicos e mecânicos, climatizados, com alta segurança diante de arrombamentos, incêndios e aprovados pelos órgãos reguladores.

As salas modulares representam ferramenta eficaz e segura na oferta rápida de vagas na rede municipal de educação. Os módulos são produzidos especialmente para o atendimento escolar e obedecem a normatização de órgãos de vigilância responsáveis. A implantação das salas confirma o planejamento estruturado pela gestão deste 2017, além do compromisso com a melhoria da Educação goianiense.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO