Gasolina tem diferença de 100,3% no preço conforme o Estado brasileiro

ANÚNCIO

Depois de uma variação de apenas 37,2% durante o mês de março, os preços da gasolina comum parecem ter sofrido uma grande alteração novamente. Agora em abril, o combustível teve uma oscilação de 100,3%, de acordo com levantamento realizado pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

ANÚNCIO


Os postos credenciados à marca espalhados pelo País apresentaram preços que iam de R$ 3,49 – em estados como Pernambuco, Bahia e Rio Grande do Norte – a R$ 6,99 por litro no Amazonas. 

No caso da gasolina aditivada, o levantamento mostrou uma oscilação de 77,3% nos preços, que iam de R$ 3,49 a R$ 6,19 o litro. Enquanto isso, o etanol comum ainda apresentou diferenças significativas nos preços dos postos credenciados à ValeCard: pôde ser encontrado, durante o mês, com valores que iam de R$ 2,42 até R$ 4,89 o litro, o que representa uma variação de 102%. 

O etanol aditivado, por sua vez, apresentou uma oscilação de 72,7% em seus preços, que foram de R$ 2,60 a R$ 4,49. Enquanto isso, o diesel comum foi o combustível que apresentou a menor variação em abril: de 64%, indo de R$ 3,15 a R$ 5,82 em diferentes estabelecimentos. 

Diante de variações tão altas, como saber qual combustível está valendo mais a pena? Adriano Gomes, professor de Administração da ESPM e Sócio-Diretor da Méthode Consultoria, explica que o cálculo é simples. “Basta dividir o preço do litro de etanol pelo preço da gasolina. O resultado indiferente é 0,70. Se for inferior a 0,70, opte pelo etanol. Se maior, a melhor opção é a gasolina.” 

O levantamento da ValeCard é feito por meio do registro das transações realizadas com o cartão de abastecimento da própria empresa em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados por todo o Brasil.

Quer receber atualizações de notícias no seu email? Cadastre-se gratuitamente

Comentários

comentarios

ANÚNCIO