prefeito de Goiânia Paulo Garcia
Paulo Garcia, prefeito de Goiânia
ANÚNCIO

Na terça, dia 27, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT) planeja conceder uma entrevista coletiva para o balanço geral da administração, antes do fim do mandato. Em entrevista à Rádio Bons Ventos (107,3 FM), hoje, 22, o administrador revelou o que prepara para a última coletiva do mandato que terá encerramento no dia 31 de dezembro:

– Eu tenho o desejo de dar uma entrevista onde eu vou contar tudo. (…) Tudo é aquilo tudo que eu sei.

Para o evento, na área política, o prefeito reforçou que não tem preocupação com aqueles que promover o que classificou como “traição”, durante a gestão. “Quem perdeu um irmão e uma mãe, Isso é uma coisa muita pequena, vai se preocupar com traidor?”, disse.

ANÚNCIO


Um ponto da entrevista tem relação com a situação financeira da cidade. Garcia pretende reafirmar que deixa uma cidade em melhores condições para a gestão financeira do próximo prefeito de Goiânia.

– Eu vou deixar mais de R$600 milhes de recursos contratados para o próximo prefeito realizar coisas que eu desejava mas que só agora os recursos saíram, portanto não terei tempo de fazê-lo, disse ele

Falácia e oportunismo

Paulo Garcia, na mesma entrevista – concedida a Alípio Nogueira, Emerson Vargas e Paulo Roberto –  criticou a falácia e o oportunismo de políticos, sem nominar. No entanto, o contexto leva a fatos que envolvem o futuro prefeito e as recentes entrevistas concedidas por Iris Rezende sobre a situação financeira da prefeitura de Goiânia.

– Eu sei a dificuldade que é administrar uma metrópole. A única coisa que eu não admito é a falácia e o oportunismo. É a chamada a vacina ou a prevenção. Com a expectativa de não conseguir alcançar tudo que você deseja realizar, denegrir a imagem dos outros. Para aparecer como o bom. Isso é o que eu chamo de pior na politica brasileira. É a arte da dissimulação onde pessoas que são muito conhecidas de todos nós militam há anos atuando assim como grandes atores. Usam da falácia, usam do discurso fácil, usam da enganação para justificar possíveis dificuldades futuras . Se você pegar a história, as pessoas agem sempre da mesma forma, declarou o prefeito Paulo Garcia

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

Qual a sua opinião sobre a notícia? Quer comunicar correções?