Em Aparecida de Goiânia, 230 empresas solicitaram autorização para instalações


Aparecida encerrou 2019 comemorando feitos expressivos também na economia. Neste ano que fechou a década de 2010, a cidade viu seu Produto Interno Bruto (PIB) crescer 122%, considerando a evolução de 2010 a 2018. Para a Prefeitura de Aparecida, essa elevação no conjunto de bens e serviços produzidos na cidade é fruto de um processo contínuo de industrialização, iniciado nos anos de 1990, que tem expandido a oferta de empregos, gerado renda para os moradores e oportunidades de novos empreendimentos.

Pólo empresarial de Aparecida de Goiânia no foco das novas instalações (foto divulgação)

Nos últimos dez anos, o número de CNPJ’s ativos em Aparecida de Goiânia saltou de 6 mil para cerca de 54 mil, entre indústrias, empresas e comércios, de acordo com a Secretaria Municipal da Fazenda. Já neste início do ano, a cidade tem uma demanda de 230 empresas que solicitaram à Prefeitura as autorizações para se instalar em Aparecida ou acenaram positivamente para uma provável abertura de novas unidades em solo aparecidense.

_________________

RELACIONADAS:

Além do IBGE, onde é possível confirmar a evolução do PIB de Aparecida, a prosperidade econômica da cidade fica evidente também nos pedidos de registro de empresas protocolizados na Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg).

Fora a capital, Goiânia, o grupo das quatro maiores economias de Goiás tem Aparecida como protagonista no quesito abertura de novas empresas. O município fica à frente de Anápolis, Catalão e Rio Verde. Comparando apenas as solicitações de empresas individuais de responsabilidade limitada, Aparecida foi a cidade com mais pedidos registrados nos anos de 2017, 2018 e 2019, entre os meses de janeiro e novembro.

ANÚNCIO


Comentários

comentarios

ANÚNCIO