ANÚNCIO

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) atualizou o boletim epidemiológico de sarampo no Estado. Ao todo já foram notificados 170 casos suspeitos da doença. Destes, 120 foram descartados e 45 seguem em investigação. Cinco casos foram confirmados, sendo três em Goiânia, um em Posse e um Alto Paraíso. O órgão continua com as orientação sobre quem deve se vacinar contra o sarampo por que é uma doença grave.

O último caso confirmado ocorreu na capital e é de uma pessoa considerada jovem adulta com vínculo epidemiológico com os outros dois casos anteriores registrados no município. Com a volta da circulação do vírus do sarampo no País, a Secretaria executa um plano de contingência da doença no território goiano.

Em 2019 as ações foram atualizadas e entre as atividades desenvolvidas estão:

ANÚNCIO


  • o incentivo à vacinação de forma seletiva de pessoas não vacinadas ou com esquema vacinal incompleto para o sarampo, conforme recomendações do Ministério da Saúde – inclusive com atualização do cartão vacinal dos profissionais de saúde;
  • monitoramento e bloqueio vacinal dos contatos de casos suspeitos em tempo oportuno de até 72 horas;
  • qualificação para atualizar os profissionais que atuam na rede de saúde sobre a doença com 830 pessoas já treinadas;
  • empenho do laboratório de referência (Lacen-GO) em liberar os resultados dos exames laboratoriais no menor tempo possível.

Vacina
Goiás atingiu a meta de cobertura vacinal contra sarampo na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a doença, destinada para crianças de seis meses a menores de 5 anos.

No estado a cobertura vacinal é de 103,73%, número superior à média nacional, que é de 97,33%.

A segunda etapa da campanha será realizada de 18 a 30 de novembro. O foco é na população de 20 a 29 anos. O dia D ocorrerá em 30 de novembro. O objetivo é resgatar não vacinados ou completar esquemas de vacinação com doses com o componente sarampo.

Até a próxima fase da campanha, os postos seguem realizando a vacinação de rotina de maneira seletiva conforme roteiro abaixo:

  • Dose zero: Devido ao aumento de casos de sarampo em alguns estados, todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas (dose extra).
  • Primeira dose:  Crianças que completarem 12 meses (1 ano).
  • Segunda dose: Aos 15 meses de idade, última dose por toda a vida.

A recomendação da secretaria de Saúde do governo de Goiás orienta outras faixas etárias com os seguintes procedimentos:

  • Se você omou apenas uma dose até os 29 anos de idade:
    Se você tem entre 1 e 29 anos e recebeu apenas uma dose, recomenda-se completar o esquema vacinal com a segunda dose da vacina;
    Quem comprova as duas doses da vacina do sarampo, não precisa se vacinar novamente.
  • Não tomou nenhuma dose, perdeu o cartão ou não se lembra?
    De 1 a 29 anos – São necessárias duas doses;
    De 30 a 49 anos – Apenas uma dose.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO