ANÚNCIO

Após onda de suicídios de adolescentes supostamente ligados a jogos virtuais e aumento das denúncias de vítimas de cibercriminosos no ambiente virtual, o vereador Delegado Eduardo Prado (PV) promove hoje, às 14h, no Auditório Jaime Câmara da Câmara Municipal de Goiânia, audiência pública sobre o tema.

LEIA TAMBÉM: Xing Ling: Celulares serão bloqueados pela Anatel

Já confirmaram participação na audiência pública Bárbara Cruvinel (presidente da Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente da OAB-GO), Paulo Emílio (presidente da Comissão de Direito Digital e Informática da OAB-GO), Sabrina Leles (Delegada Titular da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos), representante do Juizado Cível da Infância e Juventude, além de psicólogos e diretores de escola.

ANÚNCIO


Segundo o vereador, com a ampliação do universo virtual e a transferência de quase tudo para a rede, devido à informatização, os criminosos também são atraídos para este ambiente, o que resulta em uma migração dos crimes para a Internet. “O cibercrime é uma modalidade de crime que tem expandido de forma assustadora. Os cibercriminosos têm a sensação de que a lei, e sua consequente punição, não os alcançarão. E a falta de conhecimento técnico dos usuários torna-os alvos fáceis”, diz Prado.

Sobre o assunto, há projeto de lei em tramitação na Câmara Municipal de Goiânia, de autoria do Delegado Eduardo Prado, que cria o Programa Permanente de Orientação sobre Acesso à Internet Segura e Prevenção aos Crimes Digitais. “A proposição desse projeto é para alertarmos através de palestras, workshops e outras atividades sobre o ambiente perigoso da Internet nas escolas”, explica Eduardo Prado.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO