Caiado pode desistir? Diretor descarta venda da Enel Goiás

Em nota divulgada nesta terça, 27, outro diretor da Enel Distribuição reforçou que a empresa não pretende vender a concessão de Goiás conforme foi sugerido recentemente pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado. Pelo modo como foi feita a comunicação, o chefe do Executivo goiano pode desistir da ideia.

“A Enel Américas reafirma o compromisso assumido desde a aquisição da distribuidora Celg-D – hoje Enel Distribuição Goiás – em fevereiro de 2017 para trabalhar pela recuperação do sistema elétrico do Estado, depois de anos de baixos investimentos”, disse a empresa, no documento.

_________________

RELACIONADAS:

“Não temos nenhum interesse em vender a concessão. Vamos seguir dedicando todos os nossos esforços para continuar melhorando a qualidade do serviço, tal como anunciamos quando fomos os únicos ofertantes no leilão de privatização da distribuidora Celg-D. Somente este ano, a Enel Distribuição investirá mais de R$ 1 bilhão em sua área de concessão, montante aproximadamente cinco vezes maior do que os níveis históricos investidos antes da privatização”, explicou o gerente-geral da Enel Américas, Maurizio Bezzeccheri.

Segundo a empresa, “desde o início da concessão em 2017, os investimentos realizados em Goiás têm resultado na melhora dos indicadores de qualidade medidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica. Em novembro de 2019, o tempo médio de duração das interrupções no fornecimento de energia por cliente (DEC) reduziu cerca de 5 horas, uma melhora de mais de 20%. O número médio de interrupções por cliente (FEC) registrou uma redução de cerca de 40% no mesmo período”. 

ANÚNCIO


Outro fato relatado pela empresa é de que o trabalho realizado em Goiás rendeu o prêmio Abradee em 2018 e em 2019 na categoria “evolução do desempenho”, pela melhora significativa na performance da companhia, incluindo a melhoria da qualidade do serviço prestado aos clientes.

“Em 2019, a Enel Distribuição Goiás cumpriu todas as metas estabelecidas no plano de ação e investimentos acordados em agosto com o Ministério de Minas e Energia (MME), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o Governo Estadual e, em 2020, continuará cumprindo o plano de forma acelerada. A companhia mantém reuniões periódicas com o Ministério de Minas e Energia, o órgão regulador e o Estado de Goiás para monitorar o avanço das ações estabelecidas no plano”, assegurou o gerente-geral da Enel Américas, Maurizio Bezzeccheri.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO