22 de fevereiro de 2024
Destaques • atualizado em 16/04/2020 às 12:15

Caiado pede apoio a eleitores para que senadores votem a favor de socorro a Estados e municípios.

Caiado, governador de Goiás (foto divulgação)
Caiado, governador de Goiás (foto divulgação)

A compensação aos Estados e municípios por causa da queda na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) está em debate no Senado, após aprovação da Câmara dos Deputados.  Para apoiar o governo e as prefeituras, o governador Ronaldo Caiado defendeu nesta quarta-feira (15/04) que os senadores aprovem a medida. E, pediu apoio dos eleitores.

“Peço que cada cidadão ligue, entre em contato com os senadores goianos para que eles apoiem a matéria. Sem essa compensação, não teremos caixa para nossos compromissos financeiros e poderemos comprometer a folha de pagamento”, informou o governador, durante live exibida nas redes sociais do governo.

Caiado pode contar com o apoio do senador Luis do Carmo (MDB). Tanto ele quanto Jorge Kajuru e Vanderlan Cardoso navegam em apoio político ao governo de Jair Bolsonaro que é contra o projeto e já anunciou que pretende vetá-lo.

A proposta a que se refere Caiado foi aprovada na Câmara dos Deputados na última segunda-feira (13/04) e, desde então, encontra-se parada no Senado. O governo federal já sinalizou ser contra a recomposição total das perdas, pois considera que a medida representaria “dar um cheque em branco” para os estados brasileiros mais ricos.

Leia Também

Leia mais sobre: / / / Destaques / Política