Caem números da criminalidade em Goiás

ANÚNCIO

Todas as 12 modalidades criminais pesquisadas em Goiás pela Gerência do Observatório da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) apresentaram queda nos seis primeiros meses deste ano. O número de homicídios teve declínio de 16,74%. A comparação é entre janeiro e junho de 2017 com igual período de 2016.  Estupros e tentativas de homicídios caíram, respectivamente, 21,20% e 27,83%.

ANÚNCIO


Também houve queda em Goiás nos latrocínios (-51,49%), roubos a transeunte (-24,55%), roubos de veículos (-28,04%), roubos ao comércio (-30,36%), roubos a residência (-21,20%), furtos de veículos (-20,28%), furtos ao comércio (-17,46) e furtos a transeuntes (-28,48%) e furtos a residências (-0,52%). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (05/07) pela SSPAP.

Para o titular da pasta, Ricardo Balestreri, a queda nos índices de criminalidade é motivo de orgulho para as forças de segurança pública do Estado. “Estão sendo empregados bons métodos, técnicas avançadas. O Governo de Goiás investe em um trabalho técnico, racional e científico no combate à criminalidade”, afirma.

Em Goiânia, os índices de criminalidade também apresentaram forte queda nos primeiros seis meses deste ano. O número de homicídios, por exemplo, apresentou queda de 15,15%, na comparação entre janeiro a junho de 2017 e o mesmo período de 2016.

O número de estupros em Goiânia teve redução de 43,42%. Tentativas de homicídios regrediram 33,88%, enquanto latrocínios e roubos a transeuntes caíram, respectivamente, 35% e 25,25%. Roubos de veículos tiveram queda de 35,01%, bem como os roubos ao comércio caíram 38,89%. Outros índices que apresentaram redução foram roubos em residências (-21,56%), furtos de veículos (-28,03%, furtos em comércio (-29,98%), furtos a transeuntes (-24,07%) e furto em residência (-0,5%).

Latrocínios mostram recuo de 62,5% em Aparecida de Goiânia

Dez modalidades criminais também apresentaram queda em Aparecida de Goiânia, nos seis primeiros meses deste ano. Destaque para o número de latrocínios, que regrediu 62,5%; Homicídios recuaram 19,73%, bem como os estupros tiveram queda de 29,73%. Tentativas de homicídio (-45,54%), roubos a transeuntes (-21,92%), roubo a veículos (-24,56%), roubos ao comércio (-2,76%), furtos de veículos (-12,16%), furtos ao comércio (-38,16%) e furtos a transeuntes (-33,04%). Únicos indicadores que oscilaram positivamente foram roubos em residência (5,42%) e furto em residências (6,47%). A comparação é entre janeiro e junho deste ano e o mesmo período do ano passado.

Roubos ao comércio caem mais de 60% em Anápolis

Em Anápolis, houve redução em diversas modalidades criminais, na comparação entre janeiro a junho de 2017 e o mesmo período de 2016. Entre elas, roubos ao comércio (-63,20%) e latrocínios (-60%). Homicídios caíram 5,56%. Estupros e tentativas de homicídio tiveram queda, respectivamente, de 53,33% e 19,48%. Também apresentaram queda roubos a transeuntes (-26,76%), roubos de veículos (-33,79%), roubos em residência (-29,63%), furto de veículos (-12,69%) e furtos em comércio (-22,97%). Oscilaram positivamente apenas furtos em residências (14,61%) e furtos a transeuntes (1,83%).

No entorno do DF, homicídios apresentam redução de 21,93%

No entorno do Distrito Federal, as 12 modalidades criminais pesquisadas apresentam declínio. Houve forte queda no número de latrocínios, nos seis primeiros meses deste ano. A redução é de 44,83%. Homicídios recuaram 21,93%. Estupros e tentativas de homicídio caíram, respectivamente, 16,09% e 34,90%. Roubos a transeuntes regrediram 22,63%. Também apresentaram queda roubos de veículos (-28,26%), roubos em comércio (-20,31%), roubos em residência (-26,67%), furtos de veículos (-8,40%), furtos a transeuntes (-49,36%), furtos em residências (-13,85%) e furtos em comércio (-3,71%).

Quer receber atualizações de notícias no seu email? Cadastre-se gratuitamente

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

Qual a sua opinião sobre a notícia? Quer comunicar correções?