21 de fevereiro de 2024
Brasil • atualizado em 27/09/2022 às 09:06

Bolsonarista é morto após suposta briga política em um bar, em Santa Catarina

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Um homem de 34 anos morreu, no último sábado (24), após ser esfaqueado em um bar que fica no município de Rio do Sul, em Santa Catarina. De acordo com a Polícia Civil a morte está sendo investigada para saber se o crime teve motivação política ou se foi uma briga familiar. Ainda de acordo com a corporação, a vítima usava uma camiseta que fazia menção ao presidente Jair Bolsonaro (PL) no momento do crime.

Ainda conforme a corporação, o autor do crime é um homem de 58 anos conhecido por ser simpatizante do PT. Segundo o site UOL, o delegado que investiga o caso, Juliano Tumitan, disse que uma briga por política aconteceu antes do crime, mas, até então foi foi confirmado se seria este o motivo.

Em nota, a polícia diz que realiza diligências, inclusive com análise das câmeras de segurança do local do crim, e ouve testemunhas. “A investigação prossegue para a elucidação do caso”.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi em casa, avisou a esposa sobre o crime e fugiu. Até o início da noite desta segunda-feira (26) não havia informações sobre o paradeiro do suspeito, que tem passagens por lesão corporal e injúria.

Leia Também

 A vítima era um homem de 39 anos, é ao menos o terceiro apoiador de Lula a ser morto supostamente por sua posição política neste ano, em uma campanha eleitoral marcada por tensão e casos de violência.


Leia mais sobre: / / Brasil