24 de fevereiro de 2024
LUTO • atualizado em 24/11/2023 às 11:01

Batista Custódio, fundador do Diário da Manhã, morre aos 88 anos

Custódio deixa seis filhos e cinco netos
Batista Custódio (Foto: Divulgação)
Batista Custódio (Foto: Divulgação)

O jornalista Batista Custódio, fundador do Diário da Manhã, morreu na manhã desta sexta-feira (24), aos 88 anos, em Goiânia. Ele estava internado no Hospital São Francisco, onde tratava de uma pneumonia, mas não resistiu a um câncer no pulmão.

Custódio deixa seis filhos e cinco netos. Ele foi um dos jornalistas mais respeitados do estado de Goiás, com uma trajetória de mais de 60 anos na profissão. Em 1957, fundou o jornal Cinco de Março, que antecedeu o Diário da Manhã, lançado em 1971.

Trajetória profissional

Batista Custódio nasceu em 1935, em Santa Cruz de Goiás. Começou a carreira no jornalismo em 1950, no jornal O Popular. Em 1957, fundou o jornal Cinco de Março, que se tornou um dos mais importantes veículos de comunicação de Goiás.

Em 1971, fundou o Diário da Manhã, que se consolidou como o jornal de maior circulação do estado. Custódio foi editorialista do Diário da Manhã por mais de 40 anos, e suas colunas eram conhecidas pelo seu rigor jornalístico.

Leia Também

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, também decretou luto oficial de três dias na Capital. “Foi um dos maiores jornalistas do nosso estado, e porque não dizer do nosso país”, disse Rogério.

Velório e enterro

O velório de Batista Custódio está previsto para acontecer no Cemitério Jardim das Palmeiras, a partir das 15h. O enterro será no cemitério Santana às 08h deste sábado (25/11).


Leia mais sobre: Cidades