24.8 C
Goiânia
segunda-feira, 19 julho 2021

Auxílio a mães em situação de extrema pobreza e mais sete projetos do governo são aprovados pela Alego

- Anúncio -
- Anúncio -

Em 3º sessão extraordinária híbrida, convocada a pedido do Executivo estadual, a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovou, nesta segunda-feira (19), oito matérias da Governadoria. Entre elas, o projeto de lei nº 6302/21, que cria o Programa Mães de Goiás, destinado a garantir atenção social e financeira às mães que possuem filhos com até seis anos de idade. O programa irá conceder um benefício mensal de R$ 250 às mães que vivem em situação de extrema pobreza.

Na área da educação, três projetos que garantem investimentos para o segmento tiveram o parecer favorável dos parlamentares. Entre as matérias, estão o projeto de lei que cria o Programa de Alfabetização AlfaMais Goiás, a propositura que prevê a criação da Bolsa Qualificação, Bolsa Alfabetizador e do Auxílio-Alimentação, além do projeto que cria a Lei de Incentivo à Alfabetização, que visa premiar as escolas públicas da rede estadual e municipal que obtiverem os melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de Goiás.

- Anúncio -

Já a criação da Bolsa Qualificação tem o intuito de promover melhorias na qualidade de vida dos alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica que participam de cursos profissionalizantes ofertados pelos Colégios Tecnológicos do Estado de Goiás – COTEC. O projeto ainda objetiva garantir a alfabetização de adultos, por meio da Bolsa Alfabetizador, além de ofertar aos adolescentes do Programa Menor Aprendiz o benefício do Auxílio-Alimentação.

 Ainda na tarde desta segunda (19), o Plenário também deu aval à matéria que transforma a Companhia de Habitação de Goiás em Agência Goiana de Habitação. O projeto de lei nº 6301/21, aprovado em 1º votação, faz alterações na Lei nº 13.532, de 15 de outubro de 1999. O intuito do projeto é ampliar a atuação da agência a fim de garantir ao cidadão o direito à moradia. 

Com 16 votos favoráveis e 7 contrários, o projeto de lei nº 6300/2021, que autoriza o Poder Executivo a conceder subvenção econômica em favor das estatais Agência Goiana de Habitação (Agehab), Goiás Telecomunicações (Goiás Telecom), Indústria Química do Estado de Goiás (Iquego) Metrobus, foi aprovado em 1º votação. Durante a discussão do projeto, o deputado e líder do Governo, Bruno Peixoto, fez um apelo aos demais parlamentares e enfatizou que a proposta é de extrema importância para o povo goiano. “Serão destinados R$ 350 milhões à Agehab para a construção de casas. O parlamentar que votar contra está dizendo “não” para novas moradias. Votem a favor da população que necessita dessas moradias”, concluiu.

Na área do desenvolvimento econômico, a adesão do Estado de Goiás ao regime fiscal do Mato Grosso foi aprovada sem nenhum voto contrário. O projeto de lei dispõe sobre a adesão ao benefício fiscal, conforme a Lei Complementar Federal nº 160, de 7 de agosto de 2017, e o Convênio ICMS 190/17, de 15 de dezembro de 2017. O objetivo da matéria é incentivar o desenvolvimento das atividades agropecuárias, além da geração de emprego e renda em Goiás. Os projetos da Governadoria aprovados em plenário, na tarde desta segunda (19), seguem para serem apreciados e aprovados em 2º votação.

Na próxima terça-feira (20), Todos os oito projetos vão passar por uma segunda votação que deve ocorrer em mais uma sessão extraordinária.

Leia também:

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -
- Anúncio -

Relacionadas

- Anúncio -