30.8 C
Goiânia
quarta-feira, 21 julho 2021

Aulas presenciais: veja como será o 2º semestre nas escolas de Goiânia

- Anúncio -
- Anúncio -

Desde o início da pandemia, em março de 2020, estudantes de todo mundo tiveram que se adaptar a um novo modelo de ensino, com aulas remota, cada um de suas casas todos compartilhados através das telas de dispositivos móveis. Após cerca de um ano e meio de aulas à distância por conta da pandemia da o coronavírus, estudantes de Goiânia podem voltar a frequentar as escolas a partir de agosto de 2021 em modelo híbrido.

As escolas já estavam autorizadas, sob decreto, as aulas presenciais desde outubro de 2020, obviamente seguindo uma série de medidas de segurança. O Sindicato das Escolas Particulares do Estado de Goiás informou que, desde outubro, as instituições realizam atividades presenciais e que estão aguardando a publicação do novo decreto com as novas regras.

- Anúncio -

Desde então, as escolas públicas optaram em dar continuidade no modelo de ensino remoto. com o retorno das atividades presenciais, veja como será seguido cada modalidade de ensino.

Ensino infantil

A Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) vão atender as crianças em meio período, dividindo-as, por ordem alfabética, entre os turnos matutino e vespertino.

A pasta disse ainda que todos os pais e/ou responsáveis pelos alunos serão informados exatamente sobre como vai funcionar a organização para atender a todas as crianças. Ainda segundo a SME, optou em voltar às aulas presenciais somente agora porque todos os professores jã estão imunizados.

Ensino fundamental

Também responsável pelo ensino fundamental público, a SME de Goiânia explicou que os estudantes do 1º ao 5º ano farão revezamento diário para serem todos atendidos presencialmente nas escolas. Ou seja: as crianças vão à escola um dia sim e o outro não.

O critério para saber quem vai em qual dia será a ordem alfabética. Assim como no ensino infantil, os responsáveis devem ser instruídos sobre a agenda de aulas de cada estudante. Ainda no ensino público, os estudantes de 6º a 9º ano farão revezamento semanal – ou seja, os estudantes irão à escola uma semana sim e a outra não. 

A SME detalhou que em todos os casos haverão atividades a serem feitas em casa, além do ensino em sala. Portanto, o sistema digital de aprendizagem usado até o semestre anterior continuará sendo usado. Ainda segundo a pasta, o conteúdo ministrado para aqueles em ensino remoto e híbrido serão sempre os mesmos.

Ensino médio

A pasta detalhou que está seguindo as recomendações do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública para Enfrentamento ao Coronavírus do Estado de Goiás (COE/GO). Portanto, respeita o limite ”de 30% do número de alunos considerando-se a capacidade de cada sala de aula e da escola”.

Ainda de acordo com a Seduc, haverá uma espécie de rodízio quinzenal para o atendimento presencial escalonado dos estudantes.

Leia também:

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -
- Anúncio -

Relacionadas

- Anúncio -