29 de fevereiro de 2024
Cidades • atualizado em 05/03/2021 às 12:22

Assessor do cantor Leonardo morre, supostamente, por tiro acidental

Passim era assessor e amigo pessoal de Leonardo. Foto: divulgação/arquivo pessoal.
Passim era assessor e amigo pessoal de Leonardo. Foto: divulgação/arquivo pessoal.

O assessor do cantor Leonardo e amigo pessoal Newton Rodrigues morreu nesta quinta-feira (4), na fazenda Talismã, em Jussara. Segundo informações preliminares da Delegacia de Polícia Civil de Jussara, a morte teria sido causada por disparos acidentais de uma arma de fogo, supostamente, manuseada pela própria vítima.

Inicialmente, o fato havia sido noticiado como possível suicídio, o que restou afastado pelas equipes da Polícia Civil e da Polícia Técnico Científica de acordo com as diligências periciais e investigativas no local.
Além disso, analisadas todas as circunstâncias e elementos informativos colhidos no local e produzidos em diligências preliminares da Polícia Civil, a principal hipótese é de que a morte tenha ocorrido em razão de disparos acidentais de arma de fogo ocorridos durante manuseio de uma arma, somado à ausência de socorro médico. Os disparos da arma, uma Glock 380, ocorreram por volta das 2h da madrugada do dia 04/03, sendo que a vítima foi encontrada ferida por volta das 12h30 do mesmo dia”, diz trecho da nota da Polícia Civil.

Milton, mais conhecido como Passim, era assessor do músico e considerado um membro da família. Ele atuava havia 30 anos no meio musical e cuidava da carreira do filho de Leonardo, Zé Felipe. As informações sobre o velório e sepultamento, que devem ocorrer em Goiânia, onde o assessor morava, ainda não foram divulgadas. Também não foi informado a quem pertencia a arma.

No perfil de Passim, o filho dele Hugo Rodrigues publicou uma homenagem, uma música que, segundo ele, era a que o pai mais gostava.

Leia Também

Também pelas redes sociais, a esposa de Leonardo, Poliana Rocha, postou uma homenagem ao amigo de longa data da família. Vídeos mostram Leonardo e companhia celebrando o aniversário de Passim.

Ainda em nota, a Polícia Civil informou que as investigações continuarão para um esclarecimento o mais rápido do caso.

“Todas as informações preliminares serão verificadas ao longo das investigações, em cotejo com os laudos periciais e médico-legais, o que culminará com a célere conclusão do inquérito policial instaurado na Delegacia de Polícia de Jussara”, finaliza a nota.


Leia mais sobre: / / / / Cidades / Destaques