16.8 C
Goiânia
quarta-feira, 14 julho 2021

Aparecida supera capitais e se coloca entre as cidades do Brasil que mais geram empregos

- Anúncio -
- Anúncio -

Com 915 novas vagas de trabalho abertas em maio, Aparecida de Goiânia criou mais empregos no mês de maio do que oito capitais brasileiras. É o que indicam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. No acumulado do mês, Aparecida, que tem 590 mil habitantes, superou Palmas-TO (790 novas vagas), Porto Velho-RO (570), Macapá-AP (383) e Boa Vista-RR (233).

E também capitais mais populosas, como Belém-PA (376 novas vagas), que tem 1,4 milhão de moradores; João Pessoa-PB (775), com 817 mil habitantes; Natal-RN (400), com 890 mil moradores; e Aracaju-SE (162 vagas), onde moram 664 mil pessoas.

- Anúncio -

Com exceção de Goiânia, Aparecida é o município goiano que mais gerou novos empregos em Goiás em maio. A cidade teve mais que o dobro dos novos postos abertos em Rio Verde (400 vagas) e quase duas vezes mais do que o saldo de Anápolis, de 555 empregos.

E Aparecida se destaca também no número absoluto de admissões. Depois da capital, a cidade foi a que mais gerou empregos em Goiás neste ano, com 25.151 admissões registradas no Caged entre janeiro e maio.

Com o destaque na geração de empregos em 2021, Aparecida confirma ainda a recuperação após as fases mais agudas da pandemia de covid-19. O número absoluto de admissões no município entre janeiro e maio, de 25.151 empregos, é 36% maior do que as 18.505 contratações relatadas para o Caged em igual período de 2020.

“Esse é um dos resultados práticos proporcionados pelo escalonamento regional das atividades econômicas. Foi um modelo que propomos, baseado no sucesso de Israel, para equilibrar o enfrentamento à covid à necessidade dos empresários de manter as empresas em funcionamento”, comenta o prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha.

Para o secretário municipal do Trabalho, Jeferson Ferreira, Aparecida tem um “bom ambiente de negócios” e segurança jurídica, o que resulta na geração de empregos.

“O bom diálogo da Prefeitura de Aparecida com o setor produtivo tem sido muito positivo, sobretudo para as decisões tomadas. O prefeito Gustavo Mendanha está tendo um cuidado extraordinário com a saúde do município, de modo que a economia não parou, e a geração de emprego e renda acompanhou o mesmo ritmo”, diz Jeferson.

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -
- Anúncio -

Relacionadas

- Anúncio -