ANÚNCIO

Nos últimos, por causa dos problemas com a falta de energia para os produtores rurais de Goiás, goovernador Ronaldo Caiado (DEM) reforçou as críticas que já fez a alguns meses contra a empresa de energia Enel Distribuição. “Faz mal a Goiás”, disse ele, em postagem nas redes sociais ao lado de uma representante de uma empresa que perdeu 46 mil aves por causa da interrupação no fornecimento.

ANÚNCIO


“Vocês podem ter certeza, nós estamos aqui é para defender o Estado de Goiás”, afirmou Caiado, em vídeo.

Segundo o Procon de Goiás, foi registrado uma aumento de 50% no número de reclamações contra a empresa, em 2019. “É o produtor rural, o cidadão urbano, empresas pequenas, de médio e grande porte. Todo mundo está sofrendo duramente”, lembrou o governador. “A falta de energia é generalizada. Todo mundo está jogando mercadoria fora”, completou ele.

No entanto, a fala mais dura do governador foi no sentido de que acabaram as condições de negociação com a empresa. “Já esgotou todo e qualquer tipo de negociação do Estado com a Enel. Não tem mais como mantermos essa situação. Eles assinaram um documento conosco, com a presença do ministro [de Minas e Energia, Bento Albuquerque], e do presidente da Câmara, [Rodrigo Maia]. Todos os diretores de alto escalão da América Latina falando pela empresa e depois nada acontece. O processo agravou ainda mais do que era”, protestou Caiado, em caráter terminativo.

No acordo, que foi assinado em agosto deste ano, em que Enel se comprometeu a ampliar a capacidade da rede e distribuição de energia. Uma das principais ações da Enel, de curto prazo, previa a liberação de carga e possibilidade de novas ligações sem a troca de transformadores.

Além disso, o documento estabeleceu a construção e ampliação de várias subestações de energia por todo o Estado. Mas, até agora o que se vê são reclamações de todos os lados. A falta de energia em alguns casos ultrapassa o prazo de uma semana, provocado prejuízo para produtores, consumidores em geral e empresários.

Entre as preocupações do governador está a vacinação contra a Aftosa. “Veja bem o risco que corremos, a maneira irresponsável com que a energia elétrica está sendo tratada. Nós vamos enfrentar esse problema de frente. Vocês podem ter certeza: nós estamos aqui é para defender o Estado de Goiás”, sublinhou Ronaldo Caiado.

MAIS QUEIXAS

Na semana passada, produtores rurais da região da Areia, em Piracanjuba, relataram que ficaram mais de 5 dias sem eletricidade na área rural e sem que os técnicos prestadores de serviço para a Enel resolvessem o problema. As reclamações foram muitas.

“Tem gente que chega a ficar 11 dias sem energia. São perdas diversas na produção de carnes, verduras, leites e outros produtos apodrecendo. Empresários e produtores rurais querem investir, gerar emprego e renda, mas não recebem a energia elétrica”, protestou o deputado Amaurí Ribeiro.

LEIA TAMBÉM:


Quer receber atualizações de notícias no seu email? Cadastre-se gratuitamente

Comentários

comentarios

ANÚNCIO