21 de fevereiro de 2024
Cidades • atualizado em 24/02/2021 às 12:30

92,31% dos leitos de UTI para tratamento da Covid-19 em Goiás estão ocupados

Goiás possui, atualmente, 92,31% de taxa ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19. Com 390 internações, há apenas 29 leitos disponíveis no Estado, distribuídas em Goiânia, Anápolis, Trindade, Senador Canedo, Nerópolis, Catalão, São Luís de Montes Belos, Itumbiara e Luziânia.

Já na enfermaria, a taxa de ocupação é de 67,39%, com o número de 417 leitos destinados ao tratamento da Covid-19 ocupados e disponibilidade de 137 lugares. No total, a taxa de ocupação de leitos para tratamento da doença no Estado é de 79,55%.

Durante entrevista coletiva após a entrega do novo campus da Faculdade da Polícia Militar de Goiás, na última terça-feira (24), o governador Ronaldo Caiado afirmou que março será o pior mês para o Estado, no enfrentamento à Covid-19, por conta da crescente demanda nos hospitais.

Caiado destacou a constante abertura de novos leitos, ressaltando que, apenas nesta semana, mais 50 leitos para tratamento da Covid-19 estão sendo abertos. “Estamos hoje com muito mais leitos de enfermaria e de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) do que na primeira onda, e a demanda está cada dia maior”, relatou.

Leia Também

A distribuição das 29 vagas de UTI disponíveis para tratamento à Covid-19 em Goiás, estão na seguinte forma: sete em Goiânia – quatro no Crer e três no Hugol, seis no Hospital Sagrado Coração de Nerópolis, três no Hospital Municipal de Senador Canedo, três no Hcamp de Luziânia, duas nos municípios de Catalão, Itumbiara e São Luís de Montes Belos, uma no Hospital de Urgências de Anápolis e outra no Hospital de Urgências de Trindade.


Leia mais sobre: / / / / Cidades / Goiás