25 de fevereiro de 2024
Destaques • atualizado em 23/02/2022 às 17:13

66,8% dos contribuintes de Goiânia quitaram o IPTU em 2022

(Foto: Secom).
(Foto: Secom).

Tomado por polêmicas, os dados da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) monstram que o número de contribuintes residenciais que quitaram o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em 2022 está acima da média de anos anteriores. De acordo com a pasta, neste ano 66,8% quitaram o tributo à vista ou a primeira parcela do imposto.

Em 2020, 63,43% desse tipo imóvel na capital registrou o pagamento do imposto. Em 2021, esse porcentual foi de 60,72%. “O levantamento demonstra efetividade da justiça fiscal implementada por meio do novo Código Tributário Municipal, em que mais da metade dos imóveis tiveram redução ou isenção do imposto”, afirma o prefeito Rogério Cruz. “No caso dos imóveis residenciais, temos mais de 50 mil isentos, que beneficia as famílias mais carentes da capital”, acrescenta.

Ainda de acordo com a Sefin, o índice de inadimplentes foi de 33,16%, se comparando a média dos últimos anos. Dos 426.070 imóveis residenciais na capital, 284.774 tiveram o pagamento do tributo, que venceu na última segunda-feira (21/02), registrado pela Sefin. As residências representam quase 60% do número de inscrições no município.

O número de imóveis comerciais que registraram pagamento até 21 de fevereiro também ficou acima de 60%. Das 96.951 inscrições, 60.140 efetivaram o pagamento à vista ou da primeira parcela do IPTU, o que representa 62,06.

Leia Também

Leia também:


Leia mais sobre: / / / Destaques / Goiânia