Vereadores e o povo aguardam para entrar na Central de Regulação da SMS
ANÚNCIO

Na terça, 1 de novembro, os vereadores que integram a comissão especial de investigação de foram, antes das 07h00, para uma visita surpresa à Central de Regulação da secretaria municipal de saúde da Prefeitura de Goiânia. Liderados pelo presidente Clécio Alves, os vereadores entraram no local, ao lado do SAMU – Serviço de Atendimento de Urgência – no Jardim Goiás, com câmeras próprias e repórteres de meios de comunicação da capital. A CEI da SAÚDE promete fazer sessões e outras visitas semelhantes aos locais de prestação de serviço à comunidade.

O fato gerou o repúdio do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás – aos vereadores e à “imprensa goiana” – que considerou que os parlamentares “promoveram tumulto, atrapalhando o normal fluxo de trabalho, intimidando e assediando moralmente os servidores médicos e não médicos lotados no serviço”. O momento pode ser verificado em vídeo divulgado, ao vivo, pelo vereador Clécio (VEJA ABAIXO).

Para o SIMEGO, em nota assinada pela presidente Pabline Marçal, as informações  devem ser prestadas pelos gestores da saúde municipal de Goiânia, pois têm a responsabilidade da direção. A CEI da Saúde é composta pelos vereadores Clécio Alves, Elias Vaz, Cristina Lopes, Carlin Café e Jorge Kajuru.


ANÚNCIO


NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás – SIMEGO – repudia veementemente a conduta adotada por integrantes da Câmara Municipal de Goiânia e da imprensa goiana, que adentraram as instalações da Central de Regulação no Paço Municipal e lá promoveram tumulto, atrapalhando o normal fluxo de trabalho, intimidando e assediando moralmente os servidores médicos e não médicos lotados no serviço.

O SIMEGO reconhece a importância do trabalho investigativo realizado pela CEI SAÚDE da Câmara Municipal de Goiânia e sua divulgação pela imprensa. Porém, as informações não relacionadas com o ato médico dentro do serviço de regulação, necessárias à elucidação dos fatos, deverão ser prestadas pelos gestores da Saúde Pública Municipal.

O SIMEGO pugna pela disponibilização das devidas condições de trabalho aos médicos lotados neste serviço, o que urge seja assegurado pelos gestores da Saúde Pública Municipal.

Goiânia, 01 de novembro de 2017.

Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás – SIMEGO
Pabline Marçal – Presidente


VEJA O VÍDEO DA VISITA DOS VEREADORES

Comentários

comentarios

ANÚNCIO

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.