ANÚNCIO

Na noite da última terça-feira, 17, Aparecida de Goiânia recebeu o Prêmio Inovacidade do SmartCity Business America Congress & Expo 2018, que reconhece iniciativas que contribuem para melhoria da qualidade de vida nas cidades e premiou um projeto da Prefeitura de Aparecida de Goiânia que ainda não foi implantado.

O projeto ‘Cidade Inteligente’, que será implantado, possivelmente , a partir de agosto deste ano, foi reconhecido mundialmente como uma iniciativa que irá melhorar o acesso à informação e serviços prestados pela administração pública municipal.

O prefeito Gustavo Mendanha, o vice-prefeito Veter Martins e o presidente da Câmara de Vereadores, Vilmar Mariano, participaram da solenidade de premiação.

ANÚNCIO


“É com muito orgulho que recebemos este prêmio. O projeto ‘Cidade Inteligente’ será muito importante para Aparecida. Iremos avançar muito na saúde, educação e segurança. Com essa iniciativa, iremos facilitar a vida de quem necessita dos serviços públicos e dos nossos servidores, possibilitando que eles continuem prestando atendimento de qualidade à população”, destacou o prefeito Gustavo Mendanha.

O Prêmio Inovacidade do SmartCity Business America Congress & Expo 2018 reuniu especialistas mundiais, gestores públicos, executivos e líderes de iniciativas inovadoras e de sucesso, com visões complementares sobre os desafios da transformação urbana sustentável. “Pouquíssimas cidades estão recebendo essa premiação e Aparecida é o único município do Estado de Goiás e do Centro-Oeste brasileiro reconhecido”, completou Gustavo.

‘Cidade Inteligente’

Com expectativa de ser iniciado em agosto, o projeto ‘Cidade Inteligente’ prevê a implantação de uma rede de fibra ótica municipal de alta velocidade e alta largura de banda larga em todos os prédios públicos municipais com custo operacional reduzido.

Esse sistema ampliará a capacidade de comunicação interna entre os órgãos da administração, agilizando a realização de processos e atendimento eficiente aos cidadãos.

O ‘Cidade Inteligente’ também prevê a criação de redes que irão possibilitar o acesso gratuito à internet em aparelhos públicos, criação de minigames educacionais e informacionais, ampliação do sistema de videomonitoramento da cidade com aumento do número de câmeras e adoção de softwares de reconhecimento de padrões com, se necessário, utilização de drones e robôs.

Criado pela Prefeitura de Aparecida, o ‘Cidade Inteligente’ também consiste na elaboração de modelos de planejamento e regulação urbana, ampliação de cursos profissionalizantes e de capacitação para diversas atividades produtivas, com foco no empreendedorismo, desenvolvimento de habilidades e outras competências.

Conectividade como base para cidade digital

O case de Aparecida que levou o prêmio traz a conectividade como base para cidade digital. Hoje há mudança de paradigma no desenvolvimento de projetos para cidades inteligentes, que tira o foco principal da cidade em si e o coloca no cidadão e em como este utiliza a cidade, criando assim uma modelagem baseada em sustentabilidade da inteligência implementada no viver a urbe.

O projeto de Aparecida de Goiânia se assume como soluções urbanas para cidadãos inteligentes, ao considerar este novo paradigma, visando o uso estratégico de infraestrutura e serviços disponíveis e criando um fluxo de interação merecedor do adjetivo inteligente.

Conectividade de banda larga é a base para a infraestrutura de uma Smart City. No intuito de conectar as unidades da administração, bem como as unidades de segurança, assistência social, saúde e educação de Aparecida de Goiânia, será construída uma rede municipal de fibra ótica, incluindo backbone, distribuição e acesso. Essa rede utilizará a tecnologia GPON de alta velocidade, atendendo com qualidade e alta largura de banda a todos os prédios públicos municipais, com o menor custo operacional e possível. Essa rede ampliará a capacidade de comunicação interna entre as diversas unidades que compõem a gestão, trazendo agilidade na realização de processos e atendimento eficiente aos cidadãos.

No núcleo dessa rede de fibra óptica será construído o novo Data Center municipal, com alta capacidade de armazenamento de informações e a base de processamento e orquestração de todos os sistemas de gestão. Serão utilizadas técnicas de processamento inteligente de dados que contribuirão para diagnósticos preventivos e a otimização de todos os processos de gestão.

Por toda a cidade, em pontos estratégicos definidos através de estudos de necessidade e viabilidade, serão implantados Hotspots Livres para disponibilização de acesso gratuito à internet em áreas públicas como parques e praças. A liberação de acesso nessa rede se dará por cadastro de usuários, integrado a mecanismos de minigames de orientação educacional e informacional, garantindo que o usuário consuma material de cunho educativo e instrutivo, além dos demais usos pessoais da internet.

Além de infraestrutura, o programa Cidade Digital traz como base a mudança de paradigma para projetos de Smart City, dando foco ao cidadão e ampliando a ideia de Smart City para SmartCitizens.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO