Altair Tavares (Esq.) entrevista Gustavo Mendanha (Dir) no Diário de Goiás (Foto Thais Dutra)
Altair Tavares (Esq.) entrevista Gustavo Mendanha (Dir) no Diário de Goiás (Foto Thais Dutra)
ANÚNCIO

Quem passa pela obra do Teatro Municipal de Aparecida de Goiânia, iniciada no governo de Maguito Vilela, não vê nem operários e nem equipamentos no local. A obra está paralisada enquanto a obra da nova prefeitura da cidade está a todo vapor.

O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) tem uma explicação para a interrupção da obra e diz que a culpa não é da prefeitura.

“A empresa contratada desistiu da obra. Não deu conta”, disse ele. A licitada colocou um preço mais baixo e, como o contrato é antigo, não cobre o preço atualizado.

ANÚNCIO


“Vamos ter que fazer uma nova licitação para completar a construção”, indicou o prefeito. O teatro está localizado próximo à sede da prefeitura.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO