ANÚNCIO

O retorno da Secretaria de Cultura e a valorização do patrimônio cultural e dos artistas goianos estão entre os principais destaques nas propostas de Ronaldo Caiado (DEM) como candidato a governador, segundo o candidato. O senador entende que uma pasta exclusiva para a Cultura estabelece um maior ganho em qualidade e eficiência de gestão e permite a definição de políticas públicas mais coerentes com os anseios dos artistas, produtores, técnicos e promotores de cultura, que, juntos, compõem uma larga cadeia de profissionais habilitados para exercer o melhor pensamento para o melhoramento do Estado. Hoje a cultura é vinculada à secretaria da Educação do governo de Goiás (SEDUCE).

ANÚNCIO


“A gestão exercida por profissionais da cultura vinculados a uma Secretaria própria nos coloca em sintonia com as prerrogativas e metas do Plano Nacional de Cultura e confere a Goiás a possibilidade de cumprir devidamente o seu papel. Tenho uma preocupação com a perda de valores e tradições culturais. A cultura, lamentavelmente, é vista como atividade complementar, de menor importância, sem nenhuma prioridade dentro da atual gestão”, reforçou Caiado.

Sobre a Lei Goyazes, o senador Ronaldo Caiado tem reforçado sua importância para a formalização de parcerias e captação de recursos para a cultura na iniciativa privada. Ele prometeu manter a lei de incentivo à cultura do governo de Goiás, se eleito.

“A Lei Goyazes é um instrumento importante e no nosso Governo ela funcionará com um diferencial que será nossa marca na gestão pública: participação do cidadão e transparência”, comentou o parlamentar. 

Além disso, Caiado afirmou no debate na TV Record  que vai manter os festivais existentes com pleno atendimento ao sentido que representam, que é cultural, e que, consequentemente, movimentam o turismo e geram desenvolvimento para as cidades anfitriãs em seus calendários como atividade tradicional.

“O nosso projeto tem como foco permitir que todos os cidadãos tenham acesso às atividades relacionadas a essência de cada evento, não podendo nos esquecer da gastronomia, que tem um importante papel na construção da nossa identidade. A ideia é chamar a população para participar dos fóruns e elaboração de projetos culturais regionalizados”, disse. 

Comentários

comentarios

ANÚNCIO