ANÚNCIO

O candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro, foi o primeiro a ultrapassar a marca de R$ 1 milhão em doações de apoiadores para a campanha eleitoral. A arrecadação que já dura 59 dias e teve início em 5 de julho. Isso representa, em média, que a campanha do militar reformado recebe por volta de R$ 17 mil.

ANÚNCIO


O ex-presidente Lula, considerado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral, aparece em segundo no ranking de financiamento coletivo. A campanha do petista arrecadou, desde 6 de junho, quase R$ 752 mil. João Amoedo, do Novo, é o terceiro em arrecadação, com R$ 482 mil.

Após a proibição da doação de empresas, o financiamento coletivo é novidade neste ano e aparece como alternativa para patrocinar campanhas políticas. A Justiça Eleitoral autorizou as doações desde de 15 de maio, mas os candidatos só puderam utilizar o dinheiro a partir de 15 de agosto.

Pelas regras do TSE, cada pessoa pode doar no mínimo R$ 5, e no máximo, R$ 1.064.

Comentários

comentarios

ANÚNCIO