Baiochi estabelece metas para nova gestão da Fecomércio

Durante seu discurso de posse, na sexta (15), o novo presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio, Marcelo Baiocchi Carneiro, traçou metas para a nova gestão da entidade que representa o setor empresarial. Uma das prioridades é dar suporte para as associações e sindicatos filiados.

LEIA TAMBÉM: O futuro do varejo digital começa hoje, por Illan Israel

“Irei estabelecer um raio-x de cada sindicato e procurar soluções para ajudar ainda mais os problemas de cada um. Além disso, pretendo construir uma nova sede Central que abriga a estrutura de cada sindicato interessado, diminuindo o custo de todos, dando todo suporte nas negociações coletivas, nos atendimentos aos empresários e ainda com menor custo nos serviços de internet, telefonia, secretaria, assessoria de comunicação e serviços contábeis”, disse Baiochi aos convidados para a posse.

Como destacou na campanha eleitoral, entre metas também está o fortalecimento dos sindicatos para que esses se tornem autossuficientes do ponto de vista financeiro.

ANÚNCIO


Baiochi informou que pretende “atuar para resolver também a concorrência desleal com ambulantes e comerciantes informais e apoiar o comerciante goiano, auxiliando na gestão do negócio para que esse possa lidar com a crise”.

Ex-presidente divulga números

De saída na presidência da Fecomércio, o empresário Evaristo dos Santos, informou que a entidade representa perto de 90 mil empresas que empregam perto de 700 mil trabalhadores. Segundo ele, deixa a entidade com um patrimônio avaliado em R$40 milhões e caixa de R$8 milhões.

Na educação, destacou que o Sesc Cidadania atende a 5 mil alunos e que deixa o SESC – Serviço Social do Comércio – com caixa de R$60 milhões.

 

Comentários

comentarios

ANÚNCIO