Após facada que atingiu intestino grosso, Bolsonaro terá que usar bolsa de colostomia

ANÚNCIO

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, usará uma bolsa de colostomia de dois a três meses. A informação,  dada hoje (7), é da médica Eunice Caldas Figueiredo Dantas, que o atendeu no Hospital da Santa Casa de Misericórdia, em Juiz de Fora, para onde foi levado após ter sido atacado a facada, ontem, durante campanha na cidade mineira.

ANÚNCIO


Eunice Dantas, médica e diretora-técnica da Santa Casa de Juiz de Fora (MG), explica com detalhes, o estado de saúde do candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro e a transferência ele para São Paulo.
Médica – Euníce Caldas – Foto Thânia Rego Abr

Médica Eunice Caldas Dantas disse que Bolsonaro usará bolsa de colostomia de dois a três meses. Candidato já está em São Paulo  (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A médica informou ainda que Bolsonaro chegou ao hospital em estado de choque por causa do forte quadro hemorrágico e que poderia ter morrido se não fosse o pronto atendimento.

Segundo ela, a prioridade imediata foi reverter o quadro de perda de sangue, estancando a hemorragia e fazendo uma transfusão, com o uso de quatro bolsas de sangue.

Eunice Caldas relatou ainda que, após a estabilização da pressão sanguínea, foi feita a intervenção na região do intestino, pois a perfuração por faca atingiu severamente o intestino grosso, que foi seccionado, com a necessidade de retirar 10 centímetros da área atingida.

A médica destacou que a intervenção cirúrgica foi de “grande porte”, mas que o paciente está com o quadro de saúde estável.

Sobre a transferência de Bolsonaro para o Hospital Albert, em São Paulo,ela disse que a decisão foi amplamente discutida com a família e a equipe médica que, diante do quadro de estabilidade clínica, concluiu que não havia risco.

A médica disse que o paciente está com sonda gástrica e oxigenado.

Dor de uma bolada no estômago

Em um vídeo divulgado pelo senador Magno Malta, que aparece orando pelo candidato, gravado na UTI da Santa Casa de Juiz de Fora, e divulgado em rede social, Bolsonaro diz que, ao ser esfaqueado, sentiu uma forte dor como se tivesse recebido uma bolada no estômago.

Jair Bolsonaro agradeceu aos médicos e enfermeiros que o atenderam na cidade mineira. (Com informações da Agência Brasil)

Comentários

comentarios

ANÚNCIO